Cruzeiro no Rio Reno – de Colónia a Estrasburgo

Numa viagem ao longo do rio Reno conhecem-se paisagens moldadas pelo Homem ao longo de séculos, de onde sobressaem cidades com imensas histórias para contar, um património cultural e arquitectónico singular, e terras agrícolas que são responsáveis pelos melhores vinhos alemães.

O cruzeiro tem o seu início na bela cidade alemã de Colónia, após breve passagem por Frankfurt.

Colónia, a quarta maior cidade da Alemanha, a seguir a Berlim, Munique e Hamburgo, presenteia o viajante com uma intensa actividade cultural e artística com múltiplos pontos de interesse.

A melhor maneira de conhecer esta cidade é passear a pé. Os principais marcos da cidade encontram-se relativamente próximos uns dos outros, como é o caso da Catedral (Kölner Dom); da Sinagoga; da Universidade de Colónia, uma das mais antigas da Europa; as doze igrejas romanescas.

Num roteiro pela cidade salientam-se ainda as visitas ao Museu Farina Fragance, o berço da “água-de-colónia”; ao Museu Ludwig dedicado à arte moderna; ao museu Schnütgen com especial ênfase na arte medieval; e ainda ao bairro típico de Agnesviertel, onde pode encontrar lojas únicas como antiquários, livrarias, ou de design, galerias de arte, uma igreja de estilo neo-gótico e bons restaurantes na avenida Neusserstrasse.

Colónia é uma das cidades mais antigas da Alemanha, tendo sido fundada pelos Romanos em 38 AC, cujo nome deriva do povoado Romano de Colonia Claudia Ara Agrippinensium. É a maior cidade do estado alemão Renânia Vestfália com cerca de um milhão de habitantes, sendo que a sua área metropolitana atinge os dez milhões de habitantes

Depois de uma visita a Colónia, é altura de embarcar em direcção a Bona, a capital federal do país até 1989. Apesar de ter perdido a sua importância política, após a queda do Muro de Berlim, mantém-se, no entanto, como o centro administrativo e político do país, sendo a sede de alguns ministérios, de representações governamentais e de algumas organizações internacionais (ONU) nas áreas do ambiente e do desenvolvimento sustentável.

Bona é conhecida por ser a cidade natal do compositor Ludwig van Beethoven, aqui nascido em 1770, e por ser um dos principais centros para exibições e conferências do país. Dos locais a visitar destaca-se a Casa-Museu de Beethoven; o Palácio de Schaumburg, que até 2001 foi a residência oficial do chanceler, e a Villa Hammerschmidt que foi a residência oficial do presidente alemão, e que é hoje a sua habitação secundária; a Basílica de Bona no centro da cidade; e a igreja de estilo barroco Kreuzbergkirche datada do século XVIII.

Viagens na Europa - Alemanha e França
Cruzeiro no rio Reno
Seguindo pelo rio Reno e pela região da Renânia Vestfália atraca-se na cidade medieval de Linz, conhecida pelas suas casas de tons coloridos, situada a cerca de 25 quilómetros de Bona. Continuando pelas águas do Reno chega-se ao vale de Mosel de onde se avista o castelo feudal de Reichsburg, datado da segunda metade do século XI, localizado na vila de Cochem.

Na confluência entre os rios Reno e Mosel, no estado da Renânia-Palatinado, situa-se o próximo lugar a visitar: Koblenz. Fundada pelos Romanos e casa da Ordem Teutónica, associada aos cavaleiros alemães (Deutschherrenhaus), foi ao longo da Idade Média um importante pólo comercial do vale do Reno e uma base militar relevante ao longo dos séculos. Do outro lado do rio ergue-se a imponente fortaleza prussiana de Ehrenbreitstein, uma das principais atracções turísticas da região.

Em direcção a Sul, por uma paisagem dominada pelas colinas verdejantes onde a vinha sobressai, visitam-se ainda as cidades de Boppard, com uma impressionante arquitectura gótica, e Rudesheim am Rhein declarada Património da Humanidade pela UNESCO, onde se destacam o castelo de Brömserburg, o monumento Niederwalddenkmal construído para comemorar a fundação do Império Alemão e o fim da Guerra Franco-Prussiana, bem como o famoso vinho desta região, o Rüdesheimer Berg.

A viagem continua para Mainz, capital do estado federal de Renânia-Palatinado, situada na margem esquerda do Reno com cerca de 200 000 habitantes. Tal como as cidades anteriores, Mainz também sofreu uma influência do Império Romano durante o século I, sendo possível encontrar diversos vestígios arqueológicos dessa época como aquedutos e fortificações militares.

Em Mainz visitam-se os principais lugares turísticos da cidade como o museu Germano-Romano; a Catedral; as Torres de Ferro e de Madeira; o Museu Johannes Gutenberg, inventor da imprensa; o Palácio Eleitoral; a Cidadela; a Igreja de Santo Estêvão, cujas janelas reconstruídas após a guerra são de autoria de Marc Chagall; e as igrejas de estilo rococó de Santo Agostinho e de São Pedro.

A próxima paragem é Heidelberg, cidade localizada no vale do rio Neckar, conhecida pela cidade universitária criada em 1386, a ponte medieval e o centro histórico com as suas ruelas pedonais e cafés característicos. Do alto da colina avista-se o castelo de Heidelberg casa da dinastia Wittelsbach durante cerca de 500 anos com as suas paredes de tijolos vermelhos que contrastam com a paisagem circundante dominada pelo verde.

Heidelberg foi ainda um dos berços da Reforma Protestante promovida por Martinho Lutero e um lugar que inspirou muitos filósofos e poetas como Goethe, Eichendorff ou Brentano. Daqui segue-se para Speyer, cuja Catedral em estilo românico, se encontra inscrita na lista de monumentos culturais da UNESCO.

A última paragem é já em território francês, na cidade de Estrasburgo, situada na margem esquerda do rio Reno na região da Alsácia, conhecida por ser uma “das capitais da União Europeia” por albergar diversas instituições europeias como o Conselho da Europa, o Parlamento Europeu (conjuntamente com Bruxelas), e o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos.

Numa visita pela cidade passam-se pelos principais lugares turísticos como a famosa catedral de estilo gótico construída ao longo de quase 300 anos, as fortificações medievais, o Palácio Rohan, a Cidade-jardim de Stockfeld, datada do inicio do século XX, as pontes cobertas, o bairro Petite France e a arquitectura alsaciana da típica Maison Kammerzell.

Esta viagem é organizada pela agência de viagens 4×4 com preços a partir de 1500 euros por pessoa. As partidas realizam-se entre os meses de Maio e Setembro com saídas das cidades de Colónia e de Estrasburgo.

A viagem realiza-se a bordo do navio Swiss Crystal, em cabine standard exterior climatizada, em regime de pensão completa, num itinerário com a duração de oito dias. No preço final encontra-se incluído, passagem aérea de ida e volta na companhia aérea TAP, transferes, seguro de viagem, taxas portuárias e visitas às cidades enunciadas.

SEM COMENTÁRIOS