À Descoberta do Parque Natural de Doñana

O Parque Natural de Doñana, localiza-se no Sudoeste da Península Ibérica na Comunidade Autónoma da Andaluzia entre as províncias de Cádiz e Huelva, na margem direita da desembocadura do rio Guadalquivir. O parque tem uma área aproximada de 550 km2, sendo que 135 km são área protegida.

Esta área natural é considerada um paraíso da biodiversidade e foi declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1980, sendo que em 1994 passou a constar da lista de locais considerados como Património da Humanidade.

Cerca de metade do território, que se estende de Huelva até Sanlúcar de Barrameda, é dominado por áreas húmidas (marismas) e a outra metade é constituída por formações arenosas, sendo possível distinguir diversos ecossistemas, nomeadamente os sapais, as dunas e áreas de mato (matorral), que constituem a transição entre o sapal e as constituições arenosas.

Cada um dos ecossistemas tem características e propriedades específicas e são o habitat permanente ou temporário de muitas espécies. Esta região constitui uma das rotas migratórias mais importantes entre o continente europeu e africano.

Uma visita ao parque requer atenções redobradas e algumas regras de conduta que é necessário ter em consideração. É proibido fazer barulho, apanhar plantas ou perturbar os animais. Não é possível percorrer o parque sozinho. As visitas devem ser realizadas de modo organizado e com guias especializados.

Parque Natural de Doñana
Parque Natural de Doñana

O parque dispõe de quatro centros de informação e interpretação que podem dar toda a informação necessária. As reservas para visitar esta área protegida podem ser realizadas no centro Administrativo El Acebuche a cerca de 3 km da localidade de Matalascañas. É a partir deste centro que se organizam as actividades no parque, nomeadamente a visita ao seu interior num veículo especial de todo-o-terreno. As visitas realizam-se duas vezes por dia, às 8h30 e 15h, com durações distintas (4 e 7 horas), sendo que o número de visitantes diário é de 250.

Os outros centros de informação situam-se em na localidade de El Rocio (La Rocina e Palácio del Acebrón), em Sevilha (José António Valverde) e em Sanlúcar de Barrameda (Fábrica de Gelo).

Ao longo do passeio terá a oportunidade de verificar a diversidade da paisagem desta área natural, passando por dunas móveis, praias, pinhais e matagal denso e observar diversos animais como coelhos, javalis, cervos, gamos, cegonhas, répteis, e diversas aves aquáticas e migratórias. Com alguma sorte é possível observar animais em vias de extinção como a águia-real ou o lince ibérico.

Numa visita a esta região também não deve perder a possibilidade de ir a banhos nas belas praias de Matalascañas e de Castilla, visitar a ermida de Almonte, El Rocio, a localidade de Palos de la Frontera onde podem encontrar réplicas das naus utilizadas por Cristóvão Colombo na descoberta das Américas e ainda o Mosteiro de la Rábida.

Como Ir

O melhor meio de transporte para chegar ao Parque Natural de Doñana é o automóvel. O parque situa-se a cerca de 125 km da fronteira portuguesa de Vila Real de Santo António. Entrando em Espanha deve seguir a auto-estrada A49 e sair para o Parque Nacional de Doñana (saída 50), continuando pela estrada A-483 até chegar a Matalascañas, ponto de partida para visitar o parque.

Quando Visitar

Qualquer época do ano é boa para visitar o Parque Nacional de Doñana. Para os amantes da Natureza, os meses de Outono e Inverno são os mais interessantes, visto que é nesta altura do ano que as aves migratórias oriundas de outros pontos da Europa chegam à região.

Durante a Primavera, há uma explosão de vida e cor, sendo ainda nesta altura que se realiza a tradicional romaria em adoração à Virgem d’ El Rocio com desfiles de carroças tradicionais. Durante o Verão é quando o parque recebe mais visitantes, pelo que deve reservar com alguma antecedência a sua visita, tendo em consideração que existem limitações no número diário de visitas.

Onde Ficar

Os alojamentos turísticos nesta região situam-se fundamentalmente nas povoações de Matalascañas e de El Rocio uma grande diversidade de oferta, nomeadamente ao nível de casas de turismo rural e de habitação, aldeamentos turísticos, apartamentos e ainda parques de campismo próximos da praia. Para verificar as melhores ofertas de hotéis visite o site Booking.com

Para obter mais informações sobre este destino consulte o site oficial do site da Rede de Parques de Espanha e o Turismo de Espanha.

SEM COMENTÁRIOS