Do Nepal ao Tibete em Direcção ao Evereste

Numa viagem única pela cordilheira montanhosa dos Himalaias explore o “tecto do mundo”, deslumbre-se com uma das mais belas paisagens do planeta e deixe-se encantar pelo património cultural, arquitectónico e religioso do Nepal e do Tibete.

Depois de uma longa viagem desde Portugal, chega-se à capital do Nepal, Kathmandu. Durante dois dias poderá descobrir todos os encantos e recantos desta pitoresca cidade com uma vivência singular e repleta de cor e movimento.

Entrar em contacto com a população local, explorar os mercados, visitar os diversos templos budistas e hinduístas, e contemplar a Praça Durbar, o coração da cidade, são algumas das actividades que pode realizar.

No terceiro dia deste périplo, viaja-se de avião até Lhasa, a capital administrativa da Região Autónoma do Tibete, situada na base do Monte Gephel.

O nome da cidade significa “lugar dos deuses”, sendo a residência oficial do Dalai Lama. O Palácio Potala, situado a cerca de 3700 metros de altitude, destaca-se da paisagem envolvente pela sua dimensão e imponência, sendo a principal atracção turística do Tibete.

Em 1994, a UNESCO designou este monumento como Património Mundial da Humanidade. Dos locais a descobrir destacam-se ainda os Templos de Jokhang e de Norbulingka.

Nepal - Praça Durbar. Autor: Anders Jenbo
Após alguns dias em Lhasa é altura de partir em direcção a Gyantse, numa viagem que percorre paisagens montanhosas até se chegar ao vale verdejante do rio Nyang-chu.

Aqui visita-se o mosteiro de Pelkor Choede, a forte de Gyantse, que domina a aldeia, e o Gyantse Kumbum, onde pode encontrar diversas obras de arte dedicadas a Buda.

A viagem prossegue por Shigatse, a segunda maior cidade do país, onde pode visitar o mosteiro de Tashilhunpo construído no século XV, e por Rongbuk, onde pode conhecer o mosteiro situado à maior altitude do mundo. Os entusiastas do trekking podem percorrer um trilho de duas horas que os leva até ao campo base do Evereste.

A viagem prossegue pelas aldeias rurais de Lao Tingri e Zhangmu a mais de 5000 metros de altitude, sempre sob a presença do imponente Evereste.

Esta aventura termina onde começou, na capital nepalesa Kathmandu, após duas semanas a atravessar o “tecto do mundo”.

Esta grande viagem é organizada pela agência de viagens Nomad que divulga preços a partir de 1420 euros, por pessoa, sem voos incluídos. O valor da viagem contempla alojamento em hotéis e hospedarias, transportes locais, acompanhamento com guia durante toda a viagem e voos internos.

SEM COMENTÁRIOS