Home - Featured - Nova Zelândia – Pelos Caminhos do Paraíso

Nova Zelândia – Pelos Caminhos do Paraíso

A Nova Zelândia é um paraíso para os amantes da aventura e da Natureza com uma paisagem que inclui montanhas, glaciares, rios de correntes rápidas, lagos profundos de águas cristalinas, géisers, reservas florestais ou praias desertas.

É um destino onde é possível observar baleias, realizar excursões ao ar livre e interagir com a população local imersa numa cultura europeia com raízes ancestrais maoris.

A Nova Zelândia situa-se no Pacifico Sul, a cerca de 1.600 km a Sudeste da Austrália, a Norte da Nova Caledónia, das ilhas Fiji e de Tonga. O país é composto por duas ilhas distintas (Norte e Sul). Na ilha Norte localiza-se a capital Wellington e a maior cidade do país Auckland. A ilha é sobretudo conhecida pelas suas pastagens verdes, florestas e paisagens vulcânicas.

A ilha Sul é dominada pelas densas florestas, fiordes, glaciares e montanhas com neves perpétuas. As principais cidades desta ilha são Queenstown, Dunedin e Christchurch.

A população do país é de aproximadamente 4 milhões, sendo que um quarto da população vive na cidade de Auckland. Os principais recursos económicos são o turismo, a exploração de madeira, os têxteis e a indústria do papel. A população vive na sua maioria da actividade agrícola e do turismo, assente nas inúmeras riquezas naturais do país.

Uma viagem à Nova Zelândia é a viagem de uma vida e o tempo de estadia nunca deverá ser inferior a duas semanas. Apenas deste modo pode usufruir e explorar em pleno as maravilhas das deste país nos antípodas de Portugal.

O Que Ver na Nova Zelândia

A chegada ao norte do país faz-se por Auckland, onde se encontra o aeroporto internacional. A cidade de Auckland é a maior do país com 1 milhão de habitantes onde a componente água domina o território. Tal como Sydney, na Austrália, a cidade dispõe de um magnífico porto com milhares de iates atracados.

Os principais pontos de interesse são as áreas comerciais de Parnell e Newmarket, os edifícios vitorianos de Devonport e Ponsoby com excelentes restaurantes e o local ideal para adquirir artesanato polinésio. A visita ao vulcão extinto de One Tree Hill é obrigatório, de onde pode obter as melhores vistas sobre Auckland. A cidade é um excelente ponto de partida para visitar as belas regiões da península de Coromandel e Hauraki.

A cerca de 200 km de Auckland encontra-se Rotorua, o centro da região do povo maori. A cidade organizada, com longas avenidas geométricas e imensas lojas, possui belos lagos, jardins e termas. Nesta região, pode realizar caminhadas, passear de barco pelo lago Rotomahana, pescar e explorar as belas paisagens que incluem o vale vulcânico de Waimangu com uma vegetação luxuriante e lagoas pitorescas.

A capital neo-zelandesa, Wellington, situa-se no extremo sudoeste da ilha Norte, com uma população de 350.000 habitantes. A cidade possui uma dinâmica própria com uma grande componente cultural e artística, com inúmeros festivais e actividades culturais ao longo do ano.

Monte Cook

Monte Cook

Os principais pontos de interesse da capital são o Beehive, um edifício de estilo modernista sede do Parlamento; o antigo edifício do Governo feito em madeira; a Biblioteca Nacional que alberga a maior colecção de livros do país; e o monumento comemorativo à escritora Katherine Mansfield. Pode ainda fazer compras na Cuba Street; explorar o distrito de Thorndon conhecido pela sua componente histórica; a área de Lambton Quay, o principal centro de negócios; e ainda subir ao monte Victoria para usufruir das melhores panorâmicas sobre a cidade.

Ainda na ilha Norte destacam-se as praias de areia branca de Ninety Mile; a Reserva das Ilhas Poor Knights, considerada por Jacques Cousteau como um dos dez melhores lugares do mundo para a prática do mergulho; as cidades históricas de Pahia e Waitangi; e a reserva de fauna e flora de Waipoua Kauri.

Na ilha Sul destacam-se três destinos essenciais: Queenstown, os caminhos do Parque Nacional de Fiordland e a península de Otago, ideal para a prática de turismo ecológico.

A capital administrativa da região de Otago é Dunedin envolta por uma paisagem paradisíaca. A cidade possui uma arquitectura única com uma intensa vida nocturna. A península de Otago destaca-se pela sua importante vida selvagem com florestas imensas e colónias de albatrozes, leões-do-mar, pinguins e focas. Nesta região existem diversos lagos como o Hawea e o Wanaka. Na região de Nelson Province pode encontrar belas praias, grutas e baías, sendo o local ideal para a prática de actividades ao ar livre.

O Parque Nacional de Fiordland abrange uma região selvagem de montanhas, florestas e glaciares. Na área de Milford Sound pode apanhar um navio de cruzeiro e explorar os belos vales escavados pela rede fluvial. As rotas alpinas clássicas incluem Routeburn Track, o vale de Hollyford e Milford Track, considerado o caminho mais belo do mundo.

Não deve perder ainda uma exploração ao Parque Nacional de Mount Cook conhecido pelos glaciares e pelo monte mais alto da Oceânia, com mais de 3700 metros.

Quando Ir para a Nova Zelândia

O clima da Nova Zelândia é temperado a Sul e subtropical a Norte. As temperaturas médias anuais na Ilha Norte variam entre 14ºC em Julho e 24ºC em Fevereiro. Na ilha Sul, as temperaturas médias anuais variam entre 11ºC em Junho e Julho e 22ºC em Janeiro e Fevereiro.

O clima é particularmente instável durante o Inverno (entre Maio e Agosto) com a passagem frequente de superfícies frontais que provocam precipitação abundante, principalmente na ilha Sul. Durante a Primavera (entre Agosto e Novembro) os ventos são fortes (westerlies equinociais) com maior precipitação nas vertentes Oeste da ilha Sul. Mesmo durante o Verão (entre Dezembro e Abril) o clima é instável com dias de chuva intercalados com dias radiosos de sol.

O melhor período para visitar a Nova Zelândia é entre Dezembro e Abril quando os ventos são menos fortes, a precipitação é menor e as temperaturas são mais agradáveis.

Como Ir para a Nova Zelândia

Viajar para a Nova Zelândia não é fácil nem barato. A melhor opção é através da KLM. A viagem tem a duração de 33 horas com escalas em Amesterdão e em Kuala Lumpur (Malásia).

A agência 4×4 viagens propõe o circuito “Essencial da Nova Zelândia” durante 13 dias com passagens por Auckland, Waitomo, Rotorua, Queenstown, Mount Cook, Christhchurch em voos Cathay Pacific e alojamento em hotéis de de várias categorias, com a possibilidade de reservar a opção Fly&Drive.

A agência de viagens Abreu oferece o circuito “Nova Zelândia – Vulcões, Fiordes e Maoris” que inclui a visita a Auckland, Waitomo, Rotorua, Queenstown, Milford Sound, Wanaka e Christchurch. A viagem tem a duração de 9 noites em voos na Air New Zealand, via Londres.

Para se deslocar entre as ilhas pode utilizar os ferries que fazem a ligação pelo estreito de Cook. Existem diversas ligações diárias entre Wellington (Ilha Norte) e Picton (Ilha Sul) com a duração de 3 horas. Outra opção é por via aérea, sendo que a Air New Zealand e a Pacific Blue oferecem diversas ligações aéreas entre as principais cidades do país.

Na deslocação pelas diferentes cidades e locais das ilhas pode optar pela InterCity Coachlines com mais de 600 destinos no país. A melhor opção, será certamente, alugar um automóvel e partir à descoberta.

Onde Ficar na Nova Zelândia

Para verificar as melhores ofertas de hotéis visite o site Booking.com

Formalidades para visitar a Nova Zelândia

Para visitar a Nova Zelândia apenas necessita de passaporte válido. Não é necessário visto para períodos de permanência inferiores a três meses.

Saber Mais sobre a Nova Zelândia

Para obter informações pormenorizadas sobre a Nova Zelândia consulte o site de turismo oficial em www.newzealand.com.

Viagens em Destaque: