Viagens Baratas para a Madeira na Agência Abreu

A agência de viagens Abreu anunciou uma promoção especial de viagens baratas para a Madeira com preços desde 240 euros, para férias até final de Abril.

Esta é uma excelente oportunidade para visitar a ilha e passar o revéillon, festejar o Carnaval ou assistir à Festa da Flor.

O preço mais económico refere-se a estadia no hotel Dom Pedro Garajau, com a categoria de 3 estrelas, para períodos de viagem até 20 de Dezembro e de 4 de Janeiro a 31 de Março.

Fora destes períodos os preços variam entre 248 e 263 euros.

Pode seleccionar mais de 20 opções de alojamento com preços entre 252 e 484 euros. O preço final do pacote de férias é influenciado pela data de viagem pretendida e pelo hotel seleccionado.

Esta oferta apelidada de “Super Madeira” encontra-se em vigor até meados da Primavera. Neste período, a Madeira oferece múltiplos motivos de interesse.

Viagens baratas para a Madeira
Paisagens da Madeira
Assim, durante o mês de Dezembro encontrará as ruas decoradas com temas natalícios. Após o Natal iniciam-se os preparativos para a passagem de ano e para o grandioso fogo-de-artifício do dia 31 de Dezembro.

Em Janeiro pode participar nos festivais de passeios a pé que decorrem nas ilhas de Porto Santo e da Madeira, sendo uma excelente oportunidade para conhecer todos os recantos naturais do arquipélago, descobrir as levadas e veredas da Madeira e deslumbrar-se com paisagens de cortar a respiração.

Durante o mês de Fevereiro, as Festas de Carnaval invadem a cidade do Funchal com o Grande Cortejo Alegórico e o Cortejo Trapalhão da Terça-feira de Carnaval.

Em Abril decorre a Festa da Flor com diversos eventos associados, como sejam a construção de tapetes florais, a exposição da Flor no Largo da Restauração, os espectáculos de variedades, e concertos de música clássica.

Todos os pacotes de férias incluem estadia durante quatro noites, passagem aérea de ida e volta na TAP ou na SATA, transporte do aeroporto para o hotel, e seguro de viagem. Os preços são válidos para saídas de Lisboa.

SEM COMENTÁRIOS