A Diversidade de São Francisco, Uma Cidade Multicultural

São Francisco foi o coração da contracultura dos anos 60, e é célebre tanto pelo seu espírito liberal, como pelas suas deslumbrantes paisagens.

A cidade é conhecida pela sua arquitectura vitoriana, pelos modernos arranha-céus, pelos nevoeiros de verão, pelas ruas ondulantes, pelos murais coloridos, pelos seus eléctricos, pela tolerância, e pela diversidade étnica e cultural.

A biografia da cidade é uma amálgama de colonialismo espanhol e romantismo americano.

São Francisco é uma cidade que inspira autores e cineastas, que respira cultura, e onde apetece descobrir todos os recantos descritos e imortalizados em livros como Martin Eden de Jack London, On the Road ou Dharma Bums de Jack Kerouac; em filmes como Dirty Harry protagonizado por Clint Eastwood ou mais recentemente em Milk de Gus Van Sant; passando ainda pelas séries The Streets of San Francisco onde desponta Michael Douglas. São Francisco é uma cidade de acção e drama em todos os sentidos.

O Que Ver

A cidade situa-se numa península com cerca de 120 km2 entre a baía com o mesmo nome da cidade e a costa do Pacífico com quatro ilhas: Alcatraz, Angel, Yerba, Buena e Treasure. A baía de São Francisco é alimentada pelos rios Sacramento e San Joaquin e abre-se para o Oceano, através da Golden Gate.

Com uma população de quase 800 mil habitantes, São Francisco é a quarta maior cidade do Estado da Califórnia. Juntamente com Oakland e San José, e constitui uma das maiores áreas metropolitanas dos Estados Unidos com uma população na ordem dos seis milhões de habitantes.

A geografia urbana reparte-se em áreas distintas desde a oriental Chinatown, ao irreverente bairro gay Castro, até aos esbeltos edifícios do bairro Mission, passando pelo multi-colorido Haight-Ashbury ou pela área histórica e boémia de North Beach.

A Chinatown é uma mescla de lojas e restaurantes que presenteiam o viajante com os sabores mais exóticos que possa imaginar.

As docas de Fisherman’s Wharf são um excelente local para comer um bom peixe fresco, ver a colónia de focas, visitar museus, ou apanhar um cruzeiro para a prisão de Alcatraz situada na Angel Island.

A partir de Fisherman’s Wharf pode apanhar um dos grandes símbolos da cidade – os eléctricos – em direcção ao Pier 39, onde se pode deslumbrar com os leões-marinhos e apanhar uns banhos de sol. Nas proximidades, em Hyde Street Pier, pode visitar alguns dos mais belos navios históricos – os Tall Ships – e o Museu Marítimo.

Cable Cars de São Francisco
Cable Cars de São Francisco
Entre a Fisherman’s Wharf e Chinatown, situa-se o bairro de North Beach onde pode encontrar uma grande panóplia de cafés, bares e restaurantes com toques italianos. Foi neste bairro que surgiu a geração dos Beatniks, durante os anos 50, pelo escritor Jack Kerouac e pelo poeta Allen Ginsberg. Aqui, pode ainda encontrar a conhecida livraria City Lights Bookstore e diversos bares onde o jazz e a música multi-étnica florescem. Também neste bairro pode observar a magnífica panorâmica da cidade da Coit Tower.

O bairro de Haight-Ashbury, popularmente chamado The Haight, foi o berço da geração hippie nos anos anos 60. Actualmente, pode encontrar aqui diversas lojas de discos antigos, boutiques retro e livrarias únicas.

O bairro de Mission District, situado na parte alta da cidade, e onde proliferam distintas casas vitorianas, é o centro da cultura hispânica. Em Dolores Street pode apreciar o velho lado burguês da cidade, expresso nas fachadas dos edifícios e nas pessoas que por ali passam.

A ponte Golden Gate é, sem dúvida, a marca de referência e o bilhete-postal de São Francisco e uma das pontes mais reconhecidas em todo o Mundo. A ponte, construída sob a orientação de Joseph Baermann Strauss, foi inaugurada a 27 de Maio de 1937, e tem cerca de 2700 metros de comprimento e 227 metros de altura.

O Golden Gate Park, que se estende por 10 km numa das margens da baía, é uma extensa área de jardins, lagos, com pistas de equitação, campos de golfe e museus. Um espaço ideal para admirar uma outra cidade: a urbe virada para a baía que se perde no olhar.

Ao nível dos museus, destaca-se o MOMA (Museu de Arte Moderna de São Francisco), que abriu as portas em 1935. É sem dúvida um espaço de referência no contexto dos museus da América do Norte, ao apresentar uma das mais completas colecções de arte do século XX, onde pode encontrar obras de Max Ernst, Matisse, Frida Kahlo, Salvador Dali, e Paul Klee. Referência ainda para o Museu de Arte Asiática, para a Academia de Ciências da Califórnia, o Centro de Artes Yerba Buena, e o Museu da Banda Desenhada.

Quando Ir

A cidade de São Francisco tem um clima mediterrânico com chuvas escassas e ausência de temperaturas rigorosas, cujas máximas variam entre 13ºC e 17ºC no Inverno e 18ºC e 22ºC no Verão.

É uma cidade agradável para visitar em qualquer altura do ano. No entanto, os melhores meses para fazer uma visita são entre Setembro e Novembro, quando as temperaturas são mais aprazíveis e os nevoeiros mais raros.

Nos meses de Verão são frequentes os nevoeiros, causados pelo calor do interior do continente e as correntes frias do Oceano Pacifico, originando um arrefecimento da cidade.

Como Ir

Tendo em consideração a distância que separa o território português da costa do Pacífico, não existem voos directos. A KLM tem voos diários para São Francisco com tarifas a partir de 628 euros numa viagem com escalas em Amesterdão e Memphis.

A British Airways também tem voos para São Francisco, apenas com uma escala, em Londres, desde 703 euros.

Onde Ficar

Para verificar as melhores ofertas de hotéis em São Francisco visite o site Booking.com

Saber Mais

Para informações pormenorizadas sobre este destino consulte o site oficial do Turismo de São Francisco.

SEM COMENTÁRIOS