Viagem no Vietname: de Hanói ao Delta do Mekong

Numa deslumbrante viagem pelo Sudeste Asiático percorrem-se os locais mais simbólicos do Vietname com belas paisagens naturais e uma diversidade cultural e histórica ímpar.

Nesta expedição passam-se por cenários rurais e por cidades imperiais de uma beleza indescritível, sente-se o cosmopolitismo das maiores cidades, e partilha-se o quotidiano das populações locais, numa viagem única pela região da Indochina.

Esta aventura tem início em Hanói, capital do Vietname e segunda maior cidade do país, que se situa no delta do rio Vermelho próximo do golfo de Tonquim. Hanói é uma mistura de influências orientais e europeias, de raiz francesa, que se reflecte principalmente na arquitectura.

Ao longo de dois dias visitam-se os principais locais da cidade, nomeadamente o mausoléu de Ho Chi Minh, o pagoda de um pilar e de Tran Quoc, os templos da literatura e de Quanh Thanh, e o museu da etnografia, onde ficará a conhecer as características culturais, étnicas e religiosas deste povo.

A partir de Hanói far-se-á uma viagem de meio-dia a Hoa Lu, capital do Vietname durante a dinastia Dinh, onde poderá visitar antigos santuários e deslumbrar-se com a paisagem natural desta região com um cenário de vegetação luxuriante e formações graníticas singulares. Neste local terá a oportunidade de viajar no sampan (pequena embarcação a vapor) e navegar pelos canais entre os arrozais, bem como visitar as grutas de Tam Coc e o pagoda de Bich Dong.

Saindo da capital de comboio, parte-se em direcção à região com maior diversidade cultural do país: Sapa. Nesta região poderá entrar em contacto com diversas minorias étnicas e visitar aldeias como Cat Cat, Tha Phin habitada pela etnia dos Dão Vermelhos, Lao Chai onde habitam os Hmong negros, e Ta Van dominada pelos Giay. Daqui segue-se para Halong.

A baía de Halong, Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, localiza-se na província de Quang Ninh no Nordeste do país sendo constituída por cerca de 1600 ilhas com uma paisagem deslumbrante constituída por formações calcárias impressionantes, grutas, espécies endémicas únicas e arrozais de perder de vista ao longo do Delta do Rio Vermelho.

Ainda nesta região visita-se o Pagoda de But Thap, construído no século XIII durante a dinastia de King Tran Thanh Tong, que foi referenciado como o berço da religião budista no país. O complexo é constituído por dez edifícios com cerca de 50 estátuas de diferentes tamanhos. O Pagoda de But Thap é considerado como uma relíquia histórico-cultural do Vietname.

Regressando novamente a Hanói parte-se no comboio mítico “Reunification Express” em direcção a Hué. Este comboio liga o país de Norte a Sul (Ha Noi a Ho Chi Minh) numa extensão de 1800 km e foi construído pelos franceses na década de 30 do século passado.

Circuito no Vietname
Paisagens do Vietname
Em Hué, antiga capital imperial do país, realiza-se uma viagem de barco pelo rio Perfume e parte-se à descoberta dos locais sagradas desta cidade, nomeadamente o Pagoda Thien Um, os mausoléus dos imperadores Minh Mang, Tu Duc e Khai Dinh, e a cidade imperial onde se estabeleceu a dinastia Nguyen entre 1802 e 1945.

Depois de Hué segue-se para o porto asiático mais importante dos séculos XVII e XVIII, Hoi Na. Visita-se ainda a aldeia piscatória de Lang Co e o seu centro histórico com influências japonesas. Em My Son, centro religioso do reino de Champa admiram-se as belas torres de tijolo vermelho e os santuários ancestrais ladeados por um vale exuberante.

A Ho Chi Minh (Saigão) chega-se através de um voo doméstico. Ho Chi Minh situa-se no Sul do país, sendo a maior cidade do Vietname com uma população aproximada de 6 milhões de habitantes. A exploração da cidade faz-se de bicicleta passando pelas ruas pitorescas e pelos mercados e absorvendo o ritmo das populações locais. Realiza-se ainda uma visita guiada pelos principais pontos de interesse cultural como o Museu da Guerra, o Palácio Presidencial, a Catedral e a Ópera, entre outros.

Com partida da antiga Saigão segue-se para o interior do Delta do Mekong onde se navega pelos imensos canais, onde se visita o mercado flutuante de Cai Be e Cai Rang, onde se passeia de bicicleta pelos campos de cultivo, e onde se aprende e observa as vivências rurais da população autóctone, sempre rodeados por uma paisagem verdejante e harmoniosa.

Esta viagem é organizada pela agência de viagens Nomad especializada em viagens de aventura e expedições. O preço desta bela viagem pelo Sudeste Asiático é de 1350 euros (sem voo incluído) por pessoa. O preço final inclui alojamento, transportes locais, a maioria das refeições, acompanhamento de guia durante toda a viagem, entradas nos monumentos, viagens de barco e de comboio, voo doméstico e processamento local de visto.

SEM COMENTÁRIOS