10 Razões para Visitar Santiago do Chile – O Que Ver e Fazer

0

Santiago do Chile não está na moda como Rio do Janeiro ou Buenos Aires, mas nem por isso é uma cidade menos interessante.

Muito mais segura do que as vizinhas sul americanas, Santiago do Chile é uma cidade cultural e imprevisível.

Conheça as 10 razões por que não pode deixar de visitar Santiago.

#1. Bairros Brasil e Yungay

Brasil e Yungay são habitualmente os bairros prediletos dos visitantes de Santiago. Numa cidade dominada pela modernidade, as cores coloniais dos bairros são vestígios da Santiago de antigamente. Nas fachadas coloniais de Yungay, vale a pena apreciar os artísticos murais de graffiti.

A Plaza Brasil é o epicentro artístico, com inúmeros cafés e ponto de partida para uma visita à recôndita Concha y Toro.

#2. Concha y Toro

Ao contrário da maioria das vinícolas no Chile, a Concha y Toro está à distância de uma viagem de metro, autocarro ou táxi. Localizada na região metropolitana de Santiago, a cerca uma hora do centro, a vinícola Concha y Toro é a maior empresa exportadora de vinhos do Chile.

A vinícola organiza diariamente visitas educativas, que incluem um passeio pelo parque, jardins e exterior da antiga residência de verão da família Concha y Toro, datada do final do século XIX, a visita ao vinhedo e a degustação de vinhos e queijos.

#3. Parque Quinta Normal

Com 35 hectares, este parque alberga meia dúzia de museus, embora apenas alguns mereçam uma visita, nomeadamente o Museo de la Memoria ou o Museo de Historia National. O parque é ideal para um passeio a pé ou de gaivota.

#4. Cerro San Cristobal

Sobranceiro a Santiago, o Cerro San Cristobal é o parque da cidade, com várias piscinas públicas, jardins botânicos, e vistas panorâmicas sobre Santiago e a cordilheira dos Andes (pelo menos, nos dias sem smog).

O funicular (estação de metro Baquedano) é a forma mais fácil de subir ao topo do morro e à enorme estátua da Virgem que olha pela cidade.

Visita a Santiago do Chile

Vista panorâmica de Santiago

#5. Lastarria

À hora de saída do trabalho, o cosmopolita bairro de Lastarria ganha uma nova vida. Para tomar uma piscola ou simplesmente um café, os bares e cafés de Lastarria são o ponto de paragem dos habitantes da cidade antes de uma noite de diversão no Barrio Bellavista.

#6. Bairro Bellavista

Entre o rio Mapocho, sob o Cerro San Cristobal e a estátua da Virgem (junto ao funicular), o bairro Bellavista é conhecido como o bairro boémio, com vários bares, restaurantes e galerias de arte.

A casa de Pablo Neruda, La Chascona, localiza-se em Bellavista, e ainda hoje Bellavista é o bairro eleito de muitos artistas e intelectuais de Santiago.

#7. Casas de Neruda

As três ecléticas casas de Neruda ainda hoje atraem inúmeros visitantes, estando as entradas esgotadas durante vários dias no pico do verão. Para além de La Chascona, Valparaiso, e Isla Negra são as duas portas de entrada no mundo do grande poeta Pablo Neruda.

#8. Plaza de Armas

Localizada no centro histórico de Santiago, a Plaza de Armas contém os habituais ingredientes de chamariz turístico: uma atmosfera informal, comida local barata, bancas de objectos semi-artísticos e confusão suficiente para que os carteiristas se movimentem à vontade. É uma visita obrigatória, mas que não necessita de ser demorada.

Centro histórico de Santiago

Plaza de Armas

#9. Valparaiso

Santiago tem uma localização estratégica entre a cordilheira dos Andes e a costa do Pacífico.

No inverno, os resorts de esqui de Valle Nevado e Portillo são os destinos favoritos, localizados a apenas meia e duas horas de distância, respetivamente.

Na direção oposta, a duas horas de distância de Santiago, situa-se a estância balnear Viña del Mar, com algumas das melhores praias do país.

A cidade vizinha é a cidade portuária de Valparaiso, um conjunto invulgar de cerros caóticos, ruelas estreitas e sinuosas, becos e escadarias no meio de mansões devolutas, considerado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Valparaíso, para descobrir no Chile

Casas de Valparaíso

#10. Centros Culturais

Para escapar ao calor abrasador do meio do dia, nada melhor do que espreitar os centros culturais de Santiago do Chile.

Os melhores centros são Estacion Mapocho, Matucana 100, e Palacio de La Moneda, em frente à residência oficial do presidente do Chile. O GAM e o Museo Nacional de Bellas Artes são os melhores centros de arte fora destes centros culturais.

Planear viagem para Santiago
Como Chegar
Onde Ficar
Top 10 de Santiago
Partilhar.