Guia de Viagem: À Descoberta das Ilhas de Cabo Verde

O arquipélago de Cabo Verde é constituído por dez ilhas (nove habitadas) de origem vulcânica, situadas no Atlântico a cerca de 600 km da costa africana (a oeste do Senegal).

Do barlavento ao sotavento, cada ilha é única, e oferece pelo menos uma boa razão para uma viagem a Cabo Verde.

 

  • Ilhas do Barlavento (de oeste para leste): Santo Antão, São Vicente, Santa Luzia (não habitada), São Nicolau, Sal e Boavista
  • Ilhas do Sotavento (de leste para oeste): Maio, Santiago, Fogo e Brava

Para sol e praia, aconselham-se as ilhas do Sal, Maio e Boavista. Esta última tem um atractivo especial: entre junho e setembro, é possível observar a desova das tartarugas marinhas. Quem prefere montanhas e caminhadas e do contacto com a natureza, não deve deixar de visitar as ilhas de Santo Antão, São Nicolau e o interior de Santiago. Já quem vai à procura de festas e animação, não deve perder a oportunidade de visitar as ilhas de São Vicente e Santiago.

Deixamos aqui uma caracterização de todas as ilhas de Cabo Verde, com dicas sobre o que fazer e como chegar a cada uma delas.

Santo Antão

Estrada da Corda, em basalto, construída nos anos 70

A ilha de Santo Antão é a mais ocidental e uma das mais bonitas do arquipélago de Cabo Verde. Caracterizada por um relevo montanhoso, vales e florestas, é a ilha ideal para fazer trekking. Possui uma vasta rede de trilhos, onde são possíveis diversas combinações de percursos e graus de dificuldade. Esta não é uma ilha do turismo de massas, mas um destino onde o turismo de aventura tem vindo a ganhar uma crescente importância.

Como chegar a Santo Antão: De barco a partir do Mindelo na ilha de São Vicente para Porto Novo, duas vezes por dia. A viagem tem a duração de uma hora.

São Vicente

Vista da Baía do Mindelo

A ilha de São Vicente é marcada pelo histórico porto do Mindelo. A cidade, além de ser a mais cosmopolita de Cabo Verde, é considerada a capital cultural do arquipélago, sobretudo pela sua tradição musical. Foi aqui, nos animados bares com música ao vivo, que Cesária Évora iniciou a sua carreira. Dois eventos anuais marcam a vida cultural da ilha: o Carnaval e o afamado Festival da Baía das Gatas.

A ilha de São Vicente é ideal para quem procura praia, diversão e cultura. A praia da Laginha no Mindelo é a mais popular. A praia de São Pedro é uma das melhores para a prática de windsurf. A Baía das Gatas, cerca de 10 km a leste do Mindelo, possui uma lagoa natural, sendo a praia ideal para quem gosta de nadar.

Como chegar a São Vicente: De avião ou de barco. Existem voos directos na TAP a partir de Lisboa para o aeroporto internacional Cesária Évora no Mindelo.

São Nicolau

São Nicolau é uma das ilhas de Cabo Verde que só agora começa a aparecer nos programas turísticos. Com uma paisagem de montanha intacta, a ilha é ideal para passeios pedestres e a cavalo.

Localizado no ponto mais alto da ilha, o Parque Nacional de Monte Gordo, com os seus dragoeiros centenários, é uma das maravilhas naturais da ilha de São Nicolau, e de Cabo Verde. Do pico do monte, a 1.312 metros de altitude, em dias de maior visibilidade, podem avistar-se as outras ilhas. A localidade mais importante, Ribeira Brava, encravada num vale, é caracterizada pelas ruas estreitas e pelos casarios de arquitectura colonial.

Como chegar a São Nicolau: De avião ou de barco. Existem voos regulares a partir da ilha do Sal e de São Vicente operados pela Binter Cabo Verde, a companhia que assegura a ligação aérea inter-ilhas.

Sal

Ilha do Sal - Cabo Verde

Ilha do Sal

Com belas praias de areia dourada como Santa Maria, a mais conhecida, a ilha do Sal destaca-se pela maior concentração de complexos turísticos do arquipélago. É a ilha do turismo de massas, não só porque dispõe de um aeroporto internacional a poucas horas da Europa (3 horas de Lisboa), mas também porque oferece condições únicas para a prática de actividades relacionadas com o mar num cenário tropical. Contudo, não só de mergulhos se faz a ilha do Sal. As salinas da Pedra do Lume, situadas numa imponente cratera de vulcão extinto, formam uma paisagem a não perder.

Como chegar a Sal: De avião ou de barco. A TAP e a TACV dispõem de voos directos regulares para a ilha do Sal a partir de Lisboa.

Boavista

A ilha da Boavista possui 55 km de praias de areia dourada e pequenas enseadas entre rochedos, onde é possível avistar tartarugas e baleias. Dispõe de um aeroporto internacional, mas o turismo de massas ainda não se instalou totalmente. Há espaço livre nas praias, e poucos restaurantes, mas bons, onde é necessário reserva. O Deserto de Viana, Spinguera, a aldeia de pescadores recuperada pelo ecolodge, e a planície do Campo da Serra, para além das praias de Santa Mónica e de Ervatão, são alguns dos locais a visitar.

Como chegar a Boavista: De avião ou de barco. A TAP tem voos directos regulares para Boavista a partir de Lisboa.

Maio

A ilha do Maio é a mais oriental das ilhas do sotavento, e uma das mais planas. As extensas praias de areia dourada, com águas cristalinas e cálidas, são as principais atrações desta ilha – Ponta Preta é a praia mais popular. As praias do Maio são também o local escolhido pelas tartarugas para fazerem a sua desova anual durante o Verão. A maior povoação é a Vila do Maio, também conhecida como Vila do Porto Inglês, que possui edifícios em estilo colonial e uma importante Igreja Matriz.

Como chegar a Maio: De avião ou de barco a partir de Santiago.

Santiago

Tarrafal

Praia do Tarrafal

A ilha de Santiago é a maior ilha do arquipélago de Cabo Verde, e foi a primeira colonizada pelos europeus. A vida da cidade da Praia e a animação dos seus mercados, o peixe, e a amabilidade dos habitantes, são boas razões para visitar Santiago. A Cidade Velha, primeira capital do arquipélago, possui um valioso património arquitectónico, classificado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, em 2009, com destaque para o Forte de São Filipe.

Nesta ilha, as melhores praias situam-se nas costas sudeste e noroeste, nomeadamente a praia de São Francisco e Ribeira da Barca. O melhor local para fazer mergulho e surf é o Tarrafal.

Como chegar a Santiago: De avião ou de barco. A TAP tem voos directos regulares para a cidade da Praia a partir de Lisboa.

Fogo

Fogo

Pico do Fogo

Na ilha do Fogo, ninguém fica indiferente à extensa cratera do vulcão “Pico do Fogo”. Se gostar de caminhadas, pode aventurar-se na subida da povoação de Chã das Caldeiras até ao topo, pisando paisagens lunares e agrestes. Para além do vulcão, aproveite para provar o café do Fogo e o icónico vinho. Em São Filipe, a maior povoação da ilha, vai poder apreciar os casarios em estilo colonial.

Como chegar a Fogo: De avião ou de barco. Os voos internos são operados pela Binter Cabo Verde. Existem ferries que fazem a ligação entre Praia (Santiago) e Fogo, mas viagem tem a duração de 4 horas.

Brava

Brava é a mais pequena das ilhas habitadas de Cabo Verde, e o ponto mais a sul do arquipélago. É também a ilha mais florida e fértil. As paisagens diversificadas fazem desta ilha um destino privilegiado para caminhadas. Suba ao Pico das Fontainhas para vistas panorâmicas, e desça até à Fajã d’Água, onde vai encontrar uma piscina natural e conhecer uma das áreas mais verdes da ilha. A bela Nova Sintra, com edifícios em estilo colonial, envoltos numa mística única em dias de nevoeiro, completam o encanto desta pequena ilha.

Como chegar a Brava: De barco a partir das ilha do Fogo e de Santiago.

Quando Ir

Decidiu visitar Cabo Verde mas não sabe quando ir, a melhor época para visitar. Consulte a nossa página:

Como Chegar

Conheça todos os voos e pacotes de férias para Cabo Verde comercializados pelas agências de viagens:

Onde Ficar

Informações Úteis

Para visitar Cabo Verde, necessita de passaporte com pelo menos 6 meses de validade e visto. Saiba mais:

Em Destaque