Viagem Cultural a Barcelona – Visita às Obras de Gaudí

0

Sete das obras de Gaudí foram classificadas Património Mundial pela UNESCO, e fazem hoje parte da identidade cultural da capital da Catalunha. Se está a planear uma viagem a Barcelona, não perca a oportunidade de fazer uma visita às obras de Gaudí.

As curvas, formas e ornamentações concebidas por Gaudí alteraram não só a face de Barcelona mas da arquitetura do início do século XX, influenciando muitas correntes arquitetónicas.

Conheça algumas das obras mais importantes de Gaudí e do modernismo catalão.

Parc Güell

Parc Guell

Parc Guell em Barcelona

Este parque urbano foi concebido por Gaudí, que deixou a sua marca por todo o lado, desde os pavilhões da entrada, às colunas passando pelos bancos de jardim. Do parque tem-se uma vista panorâmica sobre Barcelona.

A restauração da Casa Batlló é uma das obras mais emblemáticas de Gaudí. O arquiteto redesenhou a fachada de um edifício tradicional conferindo-lhe paredes em forma ondulada, que cobriu com pedaços coloridos de vidro e cerâmica.

Ao nível do piso térreo e do primeiro piso, os delgados pilares em pedra de Montjuic a lembrar ossos estão decorados com motivos florais modernistas. O edifício é rematado por um telhado que mimetisa as escamas de peixe. O interior do edifício é tão surpreendente como a sua fachada. Entrada: 21,50€.

Palácio Güell

Este palácio foi a primeira obra de grande escala em que Gaudí revelou a busca por novas ideias e uma interpretação própria dos estilos arquitetónicos, combinados com elementos mouriscos. O edifício foi restaurado e reabriu ao público em 2011. Entrada: 12€.

Casa Milà

Obras de Gaudi

Casa Mila

Também conhecida como La Pedrera, a Casa Milà é famosa por não possuir quaisquer linhas retas. Toda a fachada é ondulada, e está repleta de varandas em ferro forjado. O telhado é talvez a parte mais intrigante do edifício com uma série de coloridas chaminés surrealistas. Entrada: 16,50€.

Catedral da Sagrada Família

Sagrada Familia de Gaudi

Exterior da Sagrada Familia

Gaudí também deixou a sua marca na fachada da Natividade e na cripta da Catedral da Sagrada Família. Gaudí não foi o arquiteto original da catedral, nem o último, já que ainda hoje continuam as obras na inacabada Sagrada Família. Gaudí dedicou os últimos 40 anos (15 dos quais em exclusividade) a esta obra, conferindo o seu próprio estilo que combina o gótico com formas curvilíneas da Arte Nova. Entrada: 14,80€ (visita catedral), 19,30€ (visita catedral + torres).

Casa Vicens

O estilo da Casa Vicens é difícil de definir. Coberto de azulejos verdes e brancos, os pisos térreos do edifício revelam um estilo espanhol, que se torna cada vez mais mourisco (ou mudejar – uma mistura entre a arquitetura espanhola e mourisca) à medida que o edifício vai crescendo em altura, culminando nas pequenas torres a lembrar os minaretes das mesquitas. A Casa Vicens é um edifício privado, que não está aberto ao público, mas a sua fachada pode ser admirada do exterior.

Cripta da Colónia Güell

A Cripta da Colónia Güell combina num único edifício a totalidade das inovações arquitetónicas de Gaudí, apesar de a obra ter ficado inacabada por problemas financeiros. É impossível saber ao certo como teria ficado a igreja por cima da cripta, mas podemos apreciar os pilares inclinados do pórtico da entrada, a cripta e a escada para a igreja. Entrada: 7€.

Partilhar.