Guia de Viagem: O Que Ver e Fazer em Budapeste

Budapeste é uma cidade fascinante com inúmeros pontos de interesse, ideal para uma escapadinha ou um fim-de-semana prolongado.

Capital da Hungria, Budapeste localiza-se na Europa Central e é atravessada pelo rio Danúbio. A cidade foi constituída em 1873 pela união das cidades Buda, na margem direita do rio Danúbio, e Peste, na margem oposta.

Com a Queda do Muro de Berlim em 1989, e a desintegração do bloco soviético, o país converteu-se na República da Hungria, e em 2004 entrou na União Europeia. Em pouco tempo, Budapeste tornou-se um dos destinos turísticos europeus mais atrativos, sendo muitas vezes apelidada de “Paris de Leste”.

O Que Ver

A parte mais alta da cidade, Buda, repleta de palácios e mansões de estilo barroco, neoclássico e rococó, oferece uma panorâmica sobre a cidade e o rio Danúbio impressionante.

O bairro do Castelo integra os principais pontos de interesse do lado de Buda, em particular o Bastião dos Pescadores, a Igreja de São Mateus, o Museu de História de Budapeste, a Galeria Nacional, o Palácio Real, as várias lojas de antiguidades, e o turístico Café Miró, local de paragem obrigatório numa visita pelo bairro. Ainda do lado de Buda, não pode perder uma visita às termas de Gellért.

Vistas da cidade

Vista panorâmica de Buda

Peste corresponde à a zona comercial e administrativa, marcada pelo edifício do Parlamento (visitas grátis para cidadãos da UE) e por lindíssimas avenidas e mansões que marcam esta parte da cidade. Aqui, pode encontrar uma oferta variada de lojas e restaurantes. Uma ida ao teatro ou à ópera pode significar uma experiência diferente a preços muito económicos (desde 5€).

Parlamento de Budapeste

Vista do Parlamento à noite

A principal avenida do lado de Peste, Andrássy Utca, é uma avenida comercial com lojas, restaurantes e cafés. Também aqui se localiza a Ópera Nacional, e a Casa do Terror, sede Partido Nazi Húngaro até 1944, ano em que passou para as mãos do Partido Comunista (1945-1956), sendo hoje um museu que conta os últimos 50 anos da história da Hungria. Seguindo a avenida irá encontrar a Praça dos Heróis, simbólica homenagem aos fundadores da nação, o Museu das Artes e as termas de Szecheny.

Praça dos Heróis

Praça dos Heróis

Junto ao Danúbio, ainda do lado de Peste, pode apanhar o eléctrico n.º 2 para uma viagem com belas vistas sobre Buda. No meio do rio, a ilha Margarita surge como um oásis no meio da paisagem urbana. Entre Peste e Buda, as diversas pontes sobre o Danúbio moldam a paisagem, em particular a Ponte das Correntes que é a mais emblemática de entre todas as pontes da cidade.

Ponte das Correntes em Budapeste

Ponte das Correntes

O Que Fazer: 20 Actividades a não perder

1. Visite a colina do Castelo, através de um passeio a pé, admire os edifícios históricos e descubra verdadeiras preciosidades nas lojas de antiguidades. O interior da Galeria Nacional (Magyar Nemzeti Galéria) é de visita obrigatória.

2. No bairro do Castelo, admire o Bastião dos Pescadores e deslumbre-se com as diferentes panorâmicas da cidade.

3. Faça um cruzeiro no rio Danúbio e admire as vistas de Buda e Peste. As viagens nocturnas são as mais interessantes.

4. Assista a um espectáculo na Ópera de Budapeste.

5. Experimente os sabores tradicionais da gastronomia húngara no Mercado Central da cidade.

6. Relaxe nos diversos spas espalhados por Budapeste. As termas de Gellert e de Szchenyi são algumas das mais conhecidas.

7. Visite a Basílica de Santo Estêvão, a maior da cidade. A entrada é gratuita.

8. Visite o Parlamento e admire as jóias da coroa húngara. A entrada é grátis para os cidadãos da União Europeia.

9. Faça um passeio da avenida Andrasy até à Praça dos Heróis e descubra por que é que Budapeste é apelidada de “Paris de Leste”.

10. Visite a Casa do Terror (Terror Haza) e conheça a história do país, desde a ocupação nazi até ao período comunista.

11. Visite a Grande Sinagoga, a segunda maior do mundo, e o Museu Judeu.

Budapeste

Sinagoga de Budapeste

12. Misture-se com os locais nos famosos “bares ruína” de Budapeste.

13. Faça um passeio turístico económico a bordo do eléctrico nº 2 que percorre as margens do Danúbio.

14. Atravesse a Ponte das Correntes, uma das mais antigas da cidade.

15. Viaje no mais antigo metropolitano da Europa continental. Embarque na linha M1 (amarela) e admire as belas estações de metro que ainda mantêm a arquitetura original.

16. Faça um passeio ao longo da Városligeti Fasor, entre o centro e o parque da cidade.

17. Descubra o bairro de Óbuda, visite as ruínas romanas e almoce no restaurante Kéhli com mais de um século de história.

18. Compre autênticas pechinchas na feira de artigos em segunda-mão de Ecseri (aberta todos os dias das 8h às 16h e aos fins-de-semana das 8h às 15h).

19. Faça um passeio na ilha Margarita, uma das maiores áreas verdes e de recreação da cidade.

20. Suba até ao topo da colina de Gellert e deslumbre-se com as vistas de 360 graus sobre a cidade.

Quando Ir

A melhor altura para visitar a cidade é entre abril e setembro, altura em que as temperaturas são amenas. No entanto, tratando-se de um clima continental temperado, nos meses de julho e agosto as temperaturas podem facilmente ultrapassar os 30ºC. Mais detalhes sobre o clima de Budapeste.

Onde Ficar

A cidade de Budapeste tem uma oferta diversificada em termos de hotéis, com a presença das maiores cadeias internacionais. Numa relação qualidade/preço as melhores opções são o Hotel Palazzo Zichy (112€), o Budapest Karoly Central (93€) e o Best Western Hotel Orion (93€). Para mais informações, consulte a lista dos melhores hotéis em Budapeste.

Como Ir

A TAP voa directamente de Lisboa para Budapeste com tarifas a rondar os 220€. Verifique aqui as melhores tarifas de voos. Mais informações sobre como chegar a Budapeste.

Saber Mais

Para obter mais informações, consulte o site oficial do Turismo de Budapeste.