Descobrir os Açores: 10 Actividades e Experiências

As paisagens naturais quase intocadas, as formações geológicas singulares e o equilíbrio entre o património natural e o construído, são alguns dos atributos que fazem dos Açores um destino a descobrir.

O arquipélago dos Açores atrai amantes da natureza que se aventuram por mar e terra, de barco, a pé ou de bicicleta. Descubra 10 actividades ao ar livre que não deve perder numa visita às ilhas, e prepare-se para viver experiências únicas.

1. Observar baleias e golfinhos

Faça um passeio de barco para observar cetáceos (baleias, cachalotes e golfinhos). A observação é possível durante todo o ano, já que existem comunidades residentes nas águas do arquipélago. No entanto, golfinhos pintados, cachalotes, baleias sardinheira e de barba são mais frequentes no Verão. A baleia azul é avistada com frequência no final do Inverno. Existem excursões organizadas a partir das várias ilhas, sendo possível avistar baleias ao largo de São Miguel, Faial e Pico.

2. Subir ao Pico

Vista da montanha do Pico

Suba ao topo do Pico, a montanha mais alta de Portugal, com 2.351 metros de altitude. Esta é uma experiência única que requer boa preparação física e equipamento adequado para as mudanças meteorológicas repentinas. A escalada tem um grau de dificuldade médio a elevado, e 7 horas de duração (ida e volta). É recomendado (mas não obrigatório) um guia de montanha. O trilho começa na Casa da Montanha, a 1.230 metros de altitude, onde é necessário registar-se para fazer o passeio pedestre.

3. Degustar vinho verdelho – Pico

Vinhas do Pico

Vinhas do Pico

Visite as vinhas no concelho de Madalena do Pico, consideradas Património da Humanidade pela UNESCO devido à singularidade das complexas estruturas criadas pelo Homem. Conheça ainda a história deste património numa visita ao Museu do Pico, e saboreie o vinho verdelho acompanhado por queijo de origem local.

4. Praticar mergulho – Terceira

Vista de Angra do Heroísmo e da sua baía

Pratique mergulho na costa da ilha Terceira, que permite conciliar a fauna marinha e os vestígios arqueológicos de antigos navios afundados. No Parque Arqueológico Subaquático da Baía de Angra do Heroísmo, conheça o Cemitério das Âncoras, com mais de 40 âncoras datadas dos séculos XVI-XX, e o Lidador, uma embarcação a vapor brasileira que naufragou neste local em 1878.

5. Apreciar património – Angra do Heroísmo

Faça um passeio pelo centro histórico de Angra do Heroísmo, que integra a lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO. Aprecie o edificado do século XVII, incluindo a Sé Catedral, o Palácio dos Capitães Generais, e termine a visita no Monte Brasil.

6. Provar o cozido das Furnas – São Miguel

Fumarolas das Furnas

Furnas

Saboreie o autêntico cozido das Furnas na ilha de São Miguel, que leva cerca de cinco horas a ser confeccionado nas caldeiras vulcânicas da Lagoa das Furnas. Um dos locais mais conhecidos para apreciar esta iguaria é o Restaurante Tonys. É aconselhável fazer reserva prévia (www.restaurantetonys.pt | telefone: 296 584 632 | email: tonys@sapo.pt).

7. Descobrir a Aldeia da Cuada – Flores

Aldeia da Cuada

Descubra a Aldeia da Cuada na ilha das Flores, localizada num planalto sobre o oceano Atlântico, na extremidade mais ocidental da Europa. A aldeia, com pouco mais de uma centena de habitantes, que viviam essencialmente da agricultura, foi abandonada na década de 1960, com a emigração sobretudo para a América. Teotónia e Carlos Silva, proprietários do projecto de turismo da Aldeia da Cuada, têm vindo a recuperar as casas de pedra e a disponibilizá-las para turismo.

8. Admirar o Vulcão dos Capelinhos – Faial

Panorâmica do Vulcão dos Capelinhos

Vulcão dos Capelinhos

Admire a paisagem lunar do complexo vulcânico dos Capelinhos e desfrute das vistas para o mar. Do Farol dos Capelinhos obtem-se uma excelente panorâmica sobre a paisagem em redor. O Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos é o ponto de partida para conhecer a origem e a componente histórica das erupções vulcânicas, através de exposições multimédia e filmes tridimensionais.

9. Nadar na Ponta da Ferraria – São Miguel

Relaxe nas piscinas naturais da Ponta da Ferraria na ilha de São Miguel. Esta zona balnear e termal possui um complexo de piscinas naturais onde é possível nadar no mar em água quente de origem vulcânica.

10. Explorar a Furna do Enxofre – Graciosa

Caminha de acesso à Furna do Enxofre

Desça os 183 degraus a partir da torre de acesso e explore a Furna do Enxofre localizada no sudeste da Caldeira da Graciosa. Nesta profunda gruta lávica, encontra-se uma lagoa de água fria e um importante campo de desgaseificação formado por uma fumarola. Devido à libertação de dióxido de carbono, é necessário manter alguma distância. Aproveite ainda para fazer caminhadas na área circundante.