Encantos Naturais da Costa Rica: Guia de Viagem

A beleza natural da Costa Rica atrai turistas de todo o mundo em busca de um território que se distingue pelo seu enquadramento paisagístico e pela diversidade geográfica.

A Costa Rica é um destino de ecoturismo por excelência, que pode ser conhecido de forma genuína e com um impacto ambiental mínimo.

Sobre a Costa Rica

O país estende-se por cerca de 50 000 km2 na América Central, entre a Nicarágua e o Panamá. A costa é banhada pelo Pacífico e o pelo Mar das Caraíbas e tem uma extensão de 1200 km.

A geografia é dominada por quatro cadeias montanhosas de origem vulcânica, sendo que Talamanca é a que apresenta a maior altitude, onde o ponto mais alto (Chirripó) atinge os 3 820 metros. A costa do Pacífico possui diversas praias e duas belas penínsulas (Nicoya e Osa) que não deixam ninguém indiferente.

O país tem cerca de 4 milhões de habitantes e na capital San José vivem cerca de 300 mil habitantes (na área metropolitana cerca de 1 milhão).

A Costa Rica divide-se em sete áreas principais: Guanacaste, Alajuela, Heredia, Cartago, San José, Limón e Puntarenas. Os principais recursos económicos são o café, o açúcar, o sector têxtil, a electrónica e o turismo.

O Que Visitar

A cosmopolita San José respira uma atmosfera mais norte-americana do que latino-americana, com os seus grandes armazéns, restaurantes de comida rápida e lojas de renome em cada esquina. A cidade conta com diversos museus e restaurantes, mercados coloridos e um clima agradável.

A Costa Rica é uma espécie de santuário para os amantes da Natureza, com florestas tropicais preservadas e ecossistemas dos mais ricos do mundo em termos de biodiversidade.

Os Parques Naturais abrangem cerca de 10% do território e cerca de 16% beneficiam de medidas de protecção das autoridades (refúgios de vida selvagem ou as reservas biológicas).

Costa Rica

Vista do Vulcão Arenal

O Parque Nacional Vulcão Arenal, situado no noroeste do país, foi criado em 1995. É dominado pelo vulcão com o mesmo nome. Situado a 1633 metros de altitude, o vulcão encontra-se activo desde 1968, sendo possível observar correntes de lava de forma permanente.

A noite é o melhor momento para observar este fenómeno, principalmente nas vertentes norte e oeste. Sendo um parque recente, o alojamento nesta região é escasso (apenas existe um albergue) e não é permitido acampar. A melhor opção é pernoitar na pequena localidade de La Fortuna de San Carlos.

O Parque Nacional Santa Rosa é o mais antigo do país e situa-se na península de Santa Elena no Pacífico (noroeste). Aqui, vai poder explorar a floresta tropical seca mais bem conservada da América Central, bem como observar tartarugas marinhas.

A região de Monteverde é uma área protegida com uma extensão de 10 500 hectares, onde pode desfrutar da floresta tropical, sendo um dos santuários da vida selvagem dos trópicos.

A Costa do Pacífico oferece uma agradável mescla de centros turísticos e praias desertas. O Parque Nacional Corcovado, situado nesta região, na península de Osa, oferece excursões de longa distância onde pode explorar a floresta tropical húmida de baixa altitude e contemplar a sua fauna.

A Costa do Caribe oferece uma maior diversidade cultural do que a Costa do Pacífico. Cerca de metade do território encontra-se protegido por parques e refúgios naturais, nomeadamente pelo Parque de Puerto Viejo de Talamanca e Tortuguero ou a Reserva de Pacuare.

O Parque Puerto Viejo de Talamanca foi criado em 1970 e tem uma extensão de 1070 hectares em terra e 22 000 hectares no mar. Neste parque, vai encontrar cenários idílicos com praias de areia branca, palmeiras, água de azul-turquesa e recifes, mas também florestas tropicais húmidas, pântanos, guaxinins ou garças nocturnas.

O Parque Tortuguero possui uma imensidão de canais, com uma exuberante flora e fauna, que atravessam diversas lagoas navegáveis, habitat de tartarugas verdes, macacos, preguiças, caimões, iguanas, crocodilos, tucanos e muitas outras espécies.

A Reserva Floresta Pacuare é deslumbrante pelas suas cascatas e pelo rio que dá o nome à reserva e nasce na cordilheira de Talamanca. Esta reserva protegida é o habitat ancestral da comunidade de indígenas costa-riquenhos.

Quando Ir

O clima da Costa Rica é tropical e subtropical, sendo caracterizado por duas estações distintas: a estação seca e a estação das chuvas.

A estação seca decorre entre Dezembro e Abril, e a estação das chuvas, também conhecida como a “estação verde”, ocorre entre meados de Maio e Novembro. Os meses de Setembro e Outubro são os mais chuvosos, e a chuva pode cair ao longo de quase todo o dia.

O clima do país é ainda determinado pelas abruptas variações de altitude, que originam variações significativas da temperatura. Assim, é possível encontrar nos planaltos costeiros temperaturas altas e nos cumes das montanhas temperaturas mais baixas.

Como Ir

A companhia aérea Iberia voa de Lisboa e Porto para a capital da Costa Rica, com escala em Madrid.

A opção mais cómoda para viajar para a Costa Rica é adquirir um pacote de viagem numa agência de viagens. O Soltrópico oferece dois programas: “Cores da Natureza” e “Costa Rica Fly & Drive – Vulcão, Selva e Praias”.

A agência Abreu tem diversas opções e programas, nomeadamente os circuitos “O Melhor da Costa Rica”, “Belezas da Costa Rica”, “Costa Rica Fly & Drive” e “Costa Rica – Vulcões, Bosques e Praias”.

A Nomad tem uma oferta virada para o turismo activo e disponibiliza o programa “Florestas e Vulcões” numa viagem de 15 dias que inclui trekking, navegação, passeio a cavalo, BTT, observação de fauna e flora, kayak e snorkelling e alojamento em lodges e hotéis (sem voo incluído).

Onde Ficar

Ao viajar para a Costa Rica, muito provavelmente não ficará apenas hospedado na capital San José e irá circular pelo país. Conheça as nossas sugestões de alojamento que incluem unidades hoteleiras situadas em diversos destinos relevantes para visitar os principais pontos turísticos da Costa Rica.

Formalidades

Para visitar a Costa Rica, não é necessário visto para estadias inferiores a 90 dias. Apenas precisa de passaporte válido.