Férias em Junho: Onde Ir e O Que Visitar

É certo e sabido que o estado do tempo é variável, mas, com o Verão à porta, Junho é um excelente mês para férias.

Claro que as estações dependem da latitude, e a temperatura tende a variar com a altitude.

No entanto, é bem provável que Junho ofereça as melhores condições para visitar um destes seis destinos.

1. Açores

Lagoa das Sete Cidades, São Miguel

O arquipélago dos Açores pode ser visitado em qualquer época do ano. Contudo, Junho é um dos melhores meses para realizar actividades ao ar livre.

São Miguel – Trata-se da ilha mais visitada, e a Lagoa das Sete Cidades é o seu principal cartão de visita. Se dispõe de tempo limitado, siga o nosso guia para 2 Dias em São Miguel e parta à descoberta dos principais pontos turísticos.

Terceira – Combina natureza, sendo a ilha com a maior área de floresta nativa do arquipélago dos Açores, paisagens vulcânicas e orla costeira. A melhor forma de conhecer a ilha Terceira é alugar um automóvel e seguir o nosso Itinerário para Descobrir a Ilha Lilás.

Faial – A paisagem árida do complexo vulcânico dos Capelinhos é um dos principais pontos de interesse do Faial. Mas a marina da Horta, o Peter Café Sport, e a praia de Porto Pim, são também locais de visita obrigatórios.

Pico – Junho é um dos melhores meses para se aventurar numa subida até ao topo da montanha mais alta de Portugal, e que dá nome ao ilha. O trilho inicia-se na Casa da Montanha a cerca de 1.200 metros e termina no topo a 2.351 metros de altitude. A duração total do passeio é de 6 a 8 horas (3 a 4 horas de subida e outras 3 a 4 horas de descida).

2. Seychelles

Seychelles

Praia quase deserta nas Seychelles

As Seychelles são um autêntico paraíso tropical no Oceano Índico. E Junho acaba por ser o mês ideal para visitar as ilhas, quando se encontram sob a influência das monções de sudeste.

As praias de areia branca e as águas transparentes são os principais atractivos das Seychelles. É muito provável que passe mais de metade do tempo no areal à beira-mar, a desfrutar das águas cálidas e cristalinas do Oceano Índico. Aproveite para passear, mergulhar, tirar fotos e assistir ao pôr-do-sol.

3. Islândia

Seljalandsfoss

Seljalandsfoss

Se visitar a Islândia em Junho, terá a oportunidade de assistir ao sol da meia-noite durante o solstício de Verão (por volta de 21 de Junho). Irá ainda descobrir um paraíso natural, onde glaciares, vulcões e quedas de água são os elementos dominantes da paisagem.

Num país onde os transportes públicos não abundam, o carro acaba por ser a melhor forma de explorar este destino. Para isso, basta seguir o nosso Guia Completo de Viagem para 4 Dias na Islândia.

4. Fiordes da Noruega

Fiordes da Noruega

Fiordes da Noruega

Os fiordes são sem dúvida uma das principais atracções naturais da Noruega. Estas formações geológicas resultam do degelo dos glaciares e a invasão pelo mar dos vales em forma de U durante a última era glaciar, há cerca de 10 mil anos.

Os fiordes encontram-se um pouco por todo o território, mas os maiores são os fiordes do oeste, localizados na proximidade de Bergen. O nosso Guia de Viagem: Fiordes da Noruega poderá ser o seu ponto de partida.

5. Croácia

Vista panorâmica de Dubrovnik

Com um litoral imenso e mais de mil ilhas em pleno mar Adriático, a Croácia oferece ao viajante o prazer de uma das mais belas faixas costeiras da Europa.

As águas translúcidas da costa da Dalmácia, a pitoresca cidade de Dubrovnik, a autenticidade das ilhas de Hvar e Korcula e os deslumbrantes lagos Plitvice, sem esquecer a capital Zagreb, são algumas das atracções a não perder numa visita a este país dos Balcãs.

6. Escócia

Lagos da Escócia

Loch Lomond

Terra montanhosa de paisagens verdejantes, salpicadas aqui e além por aldeias pitorescas, a Escócia é um país que se visita em Junho. Ainda assim, é aconselhável levar guarda-chuva e um casaco impermeável na bagagem.

A Escócia é também um destino que se visita de carro. Os castelos – de Edimburgo, Urquhart e Stirling -, os lagos – o Loch Lomond e o Loch Ness -, as Terras Altas, sem esquecer as ilhas – a de Arran e a de Skye – são alguns dos locais a incluir no seu itinerário de viagem.