Glasgow: do Passado Industrial ao Futuro Criativo

A cidade de Glasgow, situada a cerca de 50 km de Edimburgo, é a segunda maior cidade da Escócia e um importante centro económico e cultural do país.

Glasgow, com pouco mais de 600 mil habitantes, é hoje uma metrópole virada para o futuro, depois de um passado industrial que trouxe muitas amarguras à cidade e que ficou marcada pelo desemprego e a recessão económica.

No entanto, hoje, tudo isso faz parte do passado. A cidade vive agora um período auspicioso e de grande vitalidade depois de um amplo programa de regeneração urbana levado a cabo ao longo das últimas duas décadas.

Atualmente, a cidade faz parte do projeto de cidades criativas promovida pela Unesco e oferece um vasto pograma artístico e científico, sendo mesmo um dos principais polos culturais das ilhas britânicas.

O Festival Internacional de Jazz e o Celtic Connections, o maior festival de inverno a nível mundial associado à música e cultura celtas, são apenas dois exemplos da oferta cultural da cidade com projeção internacional.

O centro da cidade pode ser visitado a pé. Numa visita a esta parte da cidade não deixe de visitar as principais avenidas e ruas comerciais como a Sauchiehall Street, com edifícios de Arte Nova, a Argyle Street, e a Buchanan Street

O centro histórico, propriamente dito, é conhecido como Merchant City. Aqui, encontra diversos edifícios datados do século XVIII, o Tron Theatre, o museu e galeria de arte Kelvingrove e a Catedral de Glasgow, uma obra-prima do gótico medieval.

Escapadinha em Glasgow

Museu Kelvingrove

Onde Ficar

Para ficar no centro da cidade, a preços económicos, sugerimos os hotéis Thistle Glasgow e Alexander Thomson. Para orçamentos mais desafogados o Hilton Glasgow é a melhor opção.

Consulte a lista completa de hotéis em Glasgow.

Como Chegar

Não existem voos diretos a partir de Lisboa e do Porto. A melhor opção é viajar na companhia aérea British Airways, via Londres, com tarifas de ida e volta desde 288 euros.