Grande Circuito da Coreia do Sul e Japão

0

Em direcção ao Oriente conheça as grandes metrópoles de Seul e de Tóquio e sinta a subtileza e a tranquilidade dos espaços sagrados, numa viagem onde a dicotomia passado e presente se encontra lado a lado.

O circuito pela Coreia do Sul e pelo Japão inicia-se na cidade de Seul. Com cerca de 10 milhões de habitantes é uma das maiores cidades do mundo e a metrópole com maior densidade populacional da OCDE.

Na capital sul-coreana, situada nas margens do rio Han, vive quase metade da população do país, sendo ainda o principal centro económico, político e cultural da Coreia do Sul.

Durante dois dias pode descobrir esta grande metrópole que vive entre o efeito da modernidade e a preservação da História.

Dos lugares a visitar destacam-se o Palácio de Changdeok-gung datado do século XV, a Casa Azul, o Templo Jongmyo, O Palácio Gyeongbok-gung construído durante o século XVI, e a artéria comercial de Insadong.

Nota ainda para uma visita ao museu de arte popular ao ar livre, onde pode conhecer os modos de vida os costumes, as tradições e a cultura da população local ao longo dos últimos 600 anos.

Deixando a capital sul coreana segue-se para Sul em direcção a Gyeongju, antiga capital na Dinastia Silla. Considerada pela UNESCO como um “museu sem paredes”, é o destino mais popular da Coreia do Sul.

Circuito na Coreia do Sul e Japão

Templos de Quioto

Gyeongju é uma cidade única que oferece ao viajante diversos tesouros históricos como o Pagode de Punhwangsa, o Observatório Astronómico de Cheomseongdae, o Parque Tumuli, o Templo de Bulguksa, o mercado coberto, e os Túmulos Reais. Nota ainda para a visita à gruta de Sokkuram, um templo budista construído durante o século XVIII, onde se pode encontrar o Buda Gotama.

No percurso de regresso a Seul passa-se por uma área de fronteira com a Coreia do Norte, denominada por “zona desmilitarizada”, onde é possível avistar território norte-coreano. Ao fim do dia parte-se de avião em direcção ao Japão.

No dia seguinte, já em Tóquio, terá a oportunidade de conhecer os principais lugares turísticos da capital nipónica. Entre os locais a visitar destacam-se os Jardins e o Palácio Imperial, o Santuário de Meiji, o Templo de Asakusa, bem como áreas comerciais de Ginza, Shinjuku, e Shibuya repletas de cor e movimento, bem como Odaiba, uma área recentemente reabilitada, situada na zona da baía de Tóquio.

Da capital japonesa viaja-se até à região montanhosa de Nikko, onde irá encontrar belos templos e santuários classificados pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

Num cenário de vegetação luxuriante e florestas frondosas pode visitar o santuário de Toshogu, o Templo de Rinnoji, e ainda outros monumentos sagrados decorados por figuras de animais e deuses.

Na viagem de regresso a Tóquio visita-se ainda o lago Chuzenji, na base do monte Nantai, e as cataratas de Kegonno Taki.

O próximo destino é a cidade de Quioto, a cerca de três horas de comboio da capital japonesa, considerada como o centro cultural e espiritual do Japão.

A visita panorâmica neste destino tem como pontos de passagem obrigatórios o Pavilhão Dourado (Kinkaku-ji), o Pagode de Ninnaji, o Palácio Imperial, o Templo de Kiyomizu, o Santuário Heian e o Castelo de Nijo.

Em Quioto terá um dia inteiramente livre para descobrir a cidade por si. Uma outra possibilidade é visitar a cidade de Nara, a antiga capital do Japão com inúmeros templos e monumentos para visitar. De Quioto segue-se para Osaka, de onde se regressa a Portugal.

Este circuito pela Coreia do Sul e Japão é disponibilizado pela agência de viagens online Netviagens. O programa tem a duração de doze dias com preços a partir de 3433 euros, por pessoa. O valor anunciado inclui estadia em hotéis de categoria superior em regime de meia-pensão, passagem aérea em classe económica na companhia aérea Lufthansa, taxas, transferes e seguro de viagem.

Partilhar.