Itinerário na Ilha Terceira: À Descoberta da Ilha Lilás

A ilha Terceira combina natureza, sendo a ilha com a maior área de floresta nativa do arquipélago dos Açores, paisagens vulcânicas e orla costeira. A cor lilás sobressai das belíssimas estradas ladeadas de hortênsias.

A melhor forma de conhecer a ilha Terceira é alugar um automóvel e partir à descoberta. A volta à ilha pode ser feita num único dia, passando pouco tempo em cada atração, ou distribuindo o percurso por dois ou três dias. Utilize o mapa no final da página para localizar as atrações.

1. Angra do Heroísmo

Vista de Angra com a Sé Catedral

A visita começa em Angra do Heroísmo, cuja zona central foi classificada Património Mundial pela UNESCO. As principais atrações do centro da cidade incluem a Sé Catedral, o Palácio dos Capitães Generais, e o Jardim Duque da Terceira. No topo dos vários patamares deste jardim, não perca o Alto da Memória, um miradouro com uma das melhores vistas sobre a cidade. Faça uma pausa na pastelaria O Forno (Rua São João, 67), ponto de paragem obrigatório para provar as deliciosas Donas Amélias.

A poucos minutos de carro, o Monte Brasil, localizado numa península, corresponde a um antigo vulcão extinto com origem no mar. O vulcão está enquadrado numa paisagem protegida, que serve de parque natural de Angra do Heroísmo. Pode subir de carro ou fazer uma caminhada a pé pelos trilhos.

Quatro picos rodeiam a caldeira do antigo vulcão – o Pico das Cruzinhas, o Pico do Facho, o Pico da Vigia da Baleia e o Pico do Zimbreiro. O miradouro do Pico das Cruzinhas oferece uma vista panorâmica sobre toda a costa sul da ilha Terceira.

2. São Sebastião

Igreja Matriz da vila de São Sebastião

Tomando a EN1 em direcção a leste, a viagem desvia até ao Farol Ponta das Contendas, na ponta mais sudeste da ilha, num percurso que dura aproximadamente 25 minutos. O farol pode ser visitado todas as quartas entre as 14h e as 17h.

Continuando pela EN1, São Sebastião fica a poucos minutos. A vila possui uma igreja matriz, considerada uma das obras mais valiosas da ilha. A igreja foi originalmente edificada pelo primeiros povoadores da ilha no século XV. O portal e as duas portadas laterais datam deste período. As capelas acrescentadas à construção inicial revelam um estilo manuelino.

Se estiver perto da hora do almoço, pode almoçar num restaurante local, onde é servida a famosa Alcatra e outras especialidades terceirenses. Para sobremesa, não deixe de provar uma Dona Amélia, acompanhada de um licor de mel. Com uma atmosfera autêntica, estes são dois dos melhores restaurantes em São Sebastião:

Os Moinhos, Rua Arrabalde
A Ilha, Rua da Igreja 47

3. Miradouro da Serra do Cume

A baía da Praia de Vitória vista do miradouro da Serra do Cume

Faça um desvio pela EN3 que conduz à Serra do Cume. O miradouro oferece uma das melhores vistas da ilha: de um lado a baía da Praia da Vitória e do outro a chamada “manta de retalhos”, designação dada à paisagem de planície verde dividida pelos típicos muros de pedra vulcânica.

4. Praia da Vitória

Igreja Matriz da Praia da Vitória

Continuando pela EN1 para norte em direção à Praia da Vitória, pode fazer um pequeno desvio para visitar o Forte de Santa Catarina, que data do século XVI. O forte é o primeiro da linha defensiva da baía da Praia, o que explica a sua importância na história da defesa da ilha Terceira.

Daqui até Praia da Vitória são aproximadamente 10 minutos. A cidade foi um local importante desde o tempo dos primeiros povoadores no século XV, funcionando como um dos principais portos comerciais da ilha.

A povoação sofreu uma destruição quase completa em dois sismos, conhecidos como “Caída da Praia”. A primeira caída ocorreu em 1614 e a segunda em 1841. Ao longo dos tempos têm surgido diversas profecias a anunciar uma terceira.

Apesar da destruição, a cidade conservou a sua relevância como porta de acesso à ilha Terceira, tendo sido modernizada no século XX com o aeroporto militar das Lajes e o porto capaz de receber grandes navios.

A cidade possui vários monumentos, tais como a Igreja Matriz (século XV), a Igreja do Senhor Santo Cristo da Misericórdia (século XVI), e a Casa de Vitorino Nemésio, já que foi na Praia da Vitória que o escritor nasceu.

5. Biscoitos

Mergulho nas piscinas naturais

Piscinas naturais de Biscoitos

Continue pela EN1 ao longo da costa norte. Biscoitos é uma típica localidade açoriana, enquadrada numa paisagem de grande beleza natural. Nos Açores, designam-se de “biscoitos” os terrenos formados pela lava seca dos vulcões (basalto). Esta é uma importante região vinícola, onde é produzido o vinho verdelho dos Biscoitos.

A localidade orgulha-se do seu património arquitectónico, composto por duas igrejas (igreja de São Pedro e igreja do Imaculado Coração de Maria), várias ermidas e os pitorescos chafarizes que abasteciam as populações. A localidade possui ainda o Museu do Vinho dos Biscoitos, onde é dado a conhecer o processo de produção do vinho. As curraletas, muros em basalto que protegem as videiras, formam hoje um importante legado do património rural da região.

Junto ao mar, visite ainda as piscinas naturais, formações geológicas resultantes de erupções vulcânicas, que hoje são utilizadas como zonas balneares.

6. Furnas do Enxofre

Regressando pela EN1 em direção a Agualva/Angra, a viagem até à região do vulcão do Pico Alto dura cerca de 20 minutos. Aqui, localizam-se as fumarolas deste vulcão, um dos mais recentes da ilha. Não sendo tão impressionantes como as Furnas na ilha de São Miguel, as Furnas do Enxofre na Terceira ainda assim valem a pena uma visita rápida.

7. Algar do Carvão

Visitas ao Algar do Carvão

Entrada para o Algar do Carvão

A poucos metros das furnas, o Algar do Carvão corresponde literalmente ao coração da ilha Terceira. A boca do algar dá acesso a uma lagoa de águas límpidas a 100 metros de profundidade (338 degraus). A lagoa é alimentada por água das chuvas, estando praticamente seca no Verão. As estalactites e estalagmites de sílica no tecto e nas paredes do algar são únicas no contexto das cavidades vulcânicas dos Açores.

A experiência não fica completa sem visitar a Gruta do Natal, um tubo de lava com 697 metros de extensão, 12 metros de altura máxima e 7 metros de largura máxima. Pode comprar um bilhete combinado que dá acesso às duas atrações. É aconselhável o uso de roupa e calçado confortável e apropriado para a humidade permanente no interior do algar. À entrada da gruta, são fornecidos capacetes de segurança.

Horário: 24 de Março a 31 de Maio: 14h30-17h15; 1 de Junho a 14 Outubro: 14h-18h.

Gastronomia

A visita à ilha Terceira não fica completa sem provar a cozinha tradicional terceirense. A alcatra, o polvo guisado, o cavaco (espécie de lagosta) e o cozido são algumas das principais especialidades. Ao nível da doçaria, o destaque vai para as cornucópias, as queijadas Dona Amélia, e os covilhetes de leite.

Hotéis na Ilha Terceira

A oferta de alojamento concentra-se sobretudo em Angra. No entanto, também existem boas unidades hoteleiras na Praia da Vitória, e ainda opções mais rurais.