Os Melhores Itinerários para Visitar a Islândia

Visitar a Islândia é experimentar a natureza no seu estado puro. E raros são os visitantes que deixam o país sem vontade de regressar.

As visões são avassaladoras e os cenários naturais arrebatadores: icebergues que flutuam em direcção ao mar e campos de lava que mais parecem um território lunar.

Cada região é única, e todas as regiões merecem uma visita. Conheça os melhores itinerários para explorar este fascinante destino.

Reiquiavique e o Triângulo Dourado

Lagoa de Jökulsárlón

Para quem tem pouco tempo, o Triângulo Dourado, com pouco mais de 300 km de distância, é o roteiro ideal. Depois de explorar os encantos de Reiquiavique, a capital da Islândia, o Triângulo Dourado oferece uma vastidão de cenários naturais: quedas de água, géisers, glaciares, águas quentes termais num cenário de campos de lava, e ainda pitorescas aldeias piscatórias. Para não perder nada, basta seguir o nosso Guia Completo de Viagem para 4 Dias na Islândia.

Circuito dos Fiordes do Oeste

Papagaio-do-mar

Os fiordes do oeste formam um circuito menos turístico, privilegiado pelos amantes da natureza, de caminhadas e do isolamento. É também uma das melhores regiões da Islândia para observação de aves.

Sugerimos que chegue em grande estilo no ferry Baldur, que diariamente atravessa a baía de Breidafjörður ligando Stykkishólmur e Brjánslækur. Durante o Verão, há quem opte por fazer uma paragem na remota ilha de Flatey, um verdadeiro santuário de aves com apenas 2 km de comprimento por 1 km de largura.

Uma vez chegado aos fiordes do oeste, visite o ponto mais oeste da Islândia, o impressionante penhasco de Látrabjarg, repleto de papagaios-do-mar, gaivotas e outras espécies de aves. Siga depois para norte ao longo do fiorde até Ketildalir e Selárdalur, onde pode ver as curiosas esculturas ao ar livre de Samúel Jónsson.

Continue para Ísafjörður, a maior cidade desta região, aninhada entre montanhas do fiorde que lhe dá o nome. Ísafjörður pode ser a base para realizar diversos passeios pela região. Faça caminhadas na reserva natural de Hornstrandir. Para lá chegar, existem ferries diários. Pela estrada 60, descubra as quedas de água de Dynjandi, consideradas por muitos as mais belas da Islândia.

Norte da Islândia

Lago Myvatn

O norte da Islândia também tem os seus encantos. E todos os anos recebe milhares de visitantes. A principal atracção é o lago Myvatn, parte do chamado Círculo de Diamante (“Diamond Circle”), que inclui a localidade de Húsavík, o desfiladeiro de Ásbyrgi, e a queda de água de Dettifoss.

Húsavík é conhecida por ser a capital europeia de observação de baleias. O passeio é realizado numa embarcação preparada para o efeito, e tem a duração de 2 a 3 horas. A melhor época do ano para esta actividade é entre Abril e Setembro.

Por seu turno, Ásbyrgi é uma exuberante floresta num desfiladeiro em forma de ferradura. Já Dettifoss é uma das maiores quedas de água da Islândia e da Europa, com cerca de 100 metros de largura e uma queda vertical de 48 metros até ao desfiladeiro de Jökulsárgljúfur.

O círculo fica completo com o lago Myvatn, situado a cerca de 90 quilómetros de Akureyri, a segunda cidade da Islândia. Esta estrutura geológica resultou de uma erupção vulcânica de grandes dimensões, que ocorreu há cerca de 2.300 anos. Pode dizer-se que os banhos nas piscinas geotermais do Myvatn competem com os famosos banhos da Lagoa Azul.

Leste da Islândia (Austurland)

Queda de água no leste da Islândia

Os fiordes de leste são talvez menos vistosos do que os seus contrapartes do oeste, mas estão rodeados de paisagens surpreendentes. Esta região caracteriza-se por pequenas aldeias, uma impressionante linha de costa, fiordes estreitos, quedas de águas e montanhas.

Um possível itinerário leva-o de Seyðisfjörður até Papey, a única ilha na costa leste da Islândia que foi habitada ao longo dos séculos (o último habitante abandonou Papey em 1948). Seyðisfjörður é uma localidade única no contexto da Islândia, com um importante porto e uma herança norueguesa patente nas suas casas coloridas de madeira. Existem vários trilhos em torno de Seyðisfjörður, ao longo da costa e do rio Fjarðará. Para observação de aves, visite a reserva natural de Skálanes.

Em direcção a sul, visite Mjóifjörður, o “fiorde estreito”, um local de total tranquilidade, com um farol que oferece vistas impressionantes sobre o oceano. A estrada 92 leva-o até Reyðarfjörður e Eskifjorður, duas pacatas aldeias de pescadores, rodeadas de gigantes montanhas verdejantes. A estrada sobe a montanha mais alta da Islândia antes de descer para Neskaupstaður, a localidade com o maior número de habitantes nesta região.

De volta a Reyðarfjörður, continue pela costa passando pelas localidades de Fáskrúðsfjörður, Stöðvarfjörður e Breiðdalsvík. Apanhe a estrada número 1, ou Ring Road, até Djúpivogur, onde pode fazer um passeio de barco para visitar a bonita reserva natural de Papey.