Os Melhores Mercados de Natal nas Capitais Europeias

Os mercados de Natal na Europa são uma tradição secular com origem na Alemanha durante a Idade Média, que ganharam popularidade a partir do século XVI, principalmente na Europa Central mas também na Escandinávia.

Em várias cidades europeias, estes mercados tradicionais tornaram-se uma atracção turística durante a época festiva.

De um modo geral, os mercados de Natal funcionam entre final de Novembro e o dia de Natal, e a maioria realiza-se ao ar livre. As baixas temperaturas são um convite a degustar o tradicional vinho quente e os típicos biscoitos de frutos secos e especiarias.

Conheça os maiores e melhores mercados de Natal em dez capitais europeias, organizadas por ordem alfabética.

Em Destaque: Férias 2021 | Escapadinhas

1. Berlim, Alemanha

Gendarmenmarkt em Berlim

Em Berlim, vai poder explorar cerca de 60 mercados numa cidade repleta de luz e encanto ao som dos sinos da catedral. Alguns destes mercados de Natal pouco se diferenciam, mas há excepções. O histórico mercado em Gendarmenmarkt é um dos mais atmosféricos, com genuíno artesanato e produtos da gastronomia alemã. É cobrada uma pequena entrada de 1€.

2. Berna, Suíça

Vista de Berna

Basileia pode ter o maior mercado de Natal ao ar livre, e Zurique o maior mercado de Natal coberto, mas é em Berna que vai encontrar o mercado de Natal mais autêntico. O núcleo medieval, classificado Património Mundial da Humanidade pela Unesco, é o cenário perfeito para os artesãos exporem as suas peças. Vai encontrá-los na Münsterplatz, a praça da catedral de Berna. Não deixe de apreciar a gastronomia e o vinho branco quente, especialidade desta região suíça.

3. Bruxelas, Bélgica

Roda gigante em Bruxelas

Em Bruxelas, o mercado de Natal conhecido como Plaisirs d’Hiver centra-se na praça de Santa Catarina, mas também nas várias artérias e na Grand Place. Neste vasto espaço, vai encontrar os mais variados produtos e animações surpreendentes para os mais pequenos, como a enorme árvore de Natal, os carrosséis, a roda gigante e os magníficos espectáculos de luzes.

4. Copenhaga, Dinamarca

Montra de Natal em Copenhaga

O mercado de Natal de Copenhaga tem lugar nos Jardins do Tivoli. Aqui, pode assistir a concertos de música e espectáculos de teatro, experimentar as receitas tradicionais como o glögg que corresponde a uma mistura de vinho quente, licor e especiarias, patinar no grande lago do recinto, e ainda visitar o castelo da fantasia de Hans Christian Andersen.

Para visitar o mercado de Natal de Copenhaga, é necessário pagar a entrada nos Jardins do Tivoli (cerca de 110 coroas dinamarquesas).

5. Estocolmo, Suécia

Estocolmo ao anoitecer

Estocolmo orgulha-se dos seus mercados de Natal. São vários e todos valem a pena. O histórico e mais tradicional é o mercado de Natal de Gamla Stan (centro histórico), localizado na praça Stortorget, próximo do Palácio Real, onde se vendem doces, carne de rena e alce, glögg (vinho quente) e uma variedade de artesanato sueco.

6. Helsínquia, Finlândia

Catedral de Helsínquia no Natal

Na cidade do Natal, o mercado mais antigo localiza-se na praça do Senado (Senaatintori), onde se encontra a magnífica catedral de Helsínquia, projectada por Carl Ludwig Engel entre 1830 e 1852. São os degraus desta catedral que uma jovem vestida de branco desce simbolicamente todos os anos no dia 13 de Dezembro em homenagem a Santa Luzia, nome popular de Santa Lúcia de Siracusa.

Vale a pena assistir a esta tradição, assim como visitar as mais de cem bancas que vendem artesanato e comida típica. Não pode faltar o vinho quente, glögi na versão finlandesa, o que geralmente significa um toque especial de vodka. O Pai Natal é presença habitual neste mercado de Natal de Helsínquia. Juntamente com a roda antiga no centro da praça, fazem as delícias da criançada.

7. Oslo, Noruega

Porto do Oslo com decorações de Natal

Em Oslo, a tradição de mercados de Natal não está tão enraizada como noutras capitais europeias. Ainda assim, vale a pena visitar a feira de Natal no Museu de História Cultural (Norsk Folkemuseum) na península de Bygdøy, à distância de uma breve viagem de autocarro. Neste local, estão concentradas todas as tradições da Noruega. O espírito do Natal é vivido através da centena de bancas de madeira que vendem artesanato e comida típica. Aproveite a oportunidade para descobrir como os noruegueses têm vindo a celebrar o Natal ao longo dos tempos.

No centro de Oslo, vai também encontrar alguns mercados de Natal. Não tão grandes como os mercados de Natal na Alemanha, o mercado em torno de Spikersuppa, o ringue de patinagem no gelo junto à avenida Karl Johan, é o maior de todos.

8. Paris, França

Catedral de Notre-Dame com o mercado de Natal

Com origem na Alemanha e na região da Alsácia, os marchés de Noël são hoje uma parte essencial da época festiva em Paris. Encontram-se por toda a capital francesa, que nesta época do ano tem ainda mais razões para ser apelidada de Cidade Luz. Não perca os mercados de Natal de Les Halles, Notre-Dame e Champs de Mars, e a aldeia de Natal de La Défense.

9. Praga, República Checa

Mercado de Natal em Praga

Em Praga, o mercado de Natal (Vanocni thry) situa-se na cidade antiga em torno da praça Wenceslas. Neste local, vai encontrar uma atmosfera de luz, neve e cânticos natalícios, animais ao ar livre como póneis e ovelhas, barraquinhas a vender joalharia, brinquedos em madeira, velas e cristais, num ambiente rodeado pela beleza monumental dos edifícios em redor. Da gastronomia tradicional checa, destacam-se a carne de porco grelhada, as salsichas, os muffins checos, e a cerveja

10. Viena, Áustria

Mercado de Natal em Viena

Viena possui um dos mercados de Natal mais visitados e antigos da Europa, com cerca de 700 anos. O Christkindlmarkt, junto à Câmara Municipal, envolto numa atmosfera natalícia muito própria, é o espaço ideal para se deliciar com os biscoitos de gengibre, o ponche, as amêndoas assadas, e ainda para passear de pónei, ouvir e admirar os coros de rua e assistir a concertos natalícios.

Partilhar.