Os Melhores Mercados de Natal nas Capitais Europeias

Os mercados de Natal na Europa são uma tradição secular com origem na Alemanha durante a Idade Média, que ganharam popularidade a partir do século XVI, principalmente na Europa Central mas também na Escandinávia.

Em várias cidades europeias, estes mercados tradicionais tornaram-se uma atracção turística durante a época festiva.

De um modo geral, os mercados de Natal funcionam entre final de Novembro e o dia de Natal, e a maioria realiza-se ao ar livre. As baixas temperaturas são um convite a degustar o tradicional vinho quente e os típicos biscoitos de frutos secos e especiarias.

Conheça os maiores e melhores mercados de Natal em dez capitais europeias, organizadas por ordem alfabética.

1. Berlim, Alemanha

Gendarmenmarkt em Berlim

Em Berlim, vai poder explorar cerca de 60 mercados numa cidade repleta de luz e encanto ao som dos sinos da catedral. Alguns destes mercados de Natal pouco se diferenciam, mas há excepções. O histórico mercado em Gendarmenmarkt é um dos mais atmosféricos, com genuíno artesanato e produtos da gastronomia alemã. É cobrada uma pequena entrada de 1€.

2. Berna, Suíça

Vista de Berna

Basileia pode ter o maior mercado de Natal ao ar livre, e Zurique o maior mercado de Natal coberto, mas é em Berna que vai encontrar o mercado de Natal mais autêntico. O núcleo medieval, classificado Património Mundial da Humanidade pela Unesco, é o cenário perfeito para os artesãos exporem as suas peças. Vai encontrá-los na Münsterplatz, a praça da catedral de Berna. Não deixe de apreciar a gastronomia e o vinho branco quente, especialidade desta região suíça.

3. Bruxelas, Bélgica

Roda gigante em Bruxelas

Em Bruxelas, o mercado de Natal conhecido como Plaisirs d’Hiver centra-se na praça de Santa Catarina, mas também nas várias artérias e na Grand Place. Neste vasto espaço, vai encontrar os mais variados produtos e animações surpreendentes para os mais pequenos, como a enorme árvore de Natal, os carrosséis, a roda gigante e os magníficos espectáculos de luzes.

4. Copenhaga, Dinamarca

Montra de Natal em Copenhaga

O mercado de Natal de Copenhaga tem lugar nos Jardins do Tivoli. Aqui, pode assistir a concertos de música e espectáculos de teatro, experimentar as receitas tradicionais como o glögg que corresponde a uma mistura de vinho quente, licor e especiarias, patinar no grande lago do recinto, e ainda visitar o castelo da fantasia de Hans Christian Andersen.

Para visitar o mercado de Natal de Copenhaga, é necessário pagar a entrada nos Jardins do Tivoli (cerca de 110 coroas dinamarquesas).

5. Estocolmo, Suécia

Estocolmo ao anoitecer

Estocolmo orgulha-se dos seus mercados de Natal. São vários e todos valem a pena. O histórico e mais tradicional é o mercado de Natal de Gamla Stan (centro histórico), localizado na praça Stortorget, próximo do Palácio Real, onde se vendem doces, carne de rena e alce, glögg (vinho quente) e uma variedade de artesanato sueco.

6. Helsínquia, Finlândia

Catedral de Helsínquia no Natal

Na cidade do Natal, o mercado mais antigo localiza-se na praça do Senado (Senaatintori), onde se encontra a magnífica catedral de Helsínquia, projectada por Carl Ludwig Engel entre 1830 e 1852. São os degraus desta catedral que uma jovem vestida de branco desce simbolicamente todos os anos no dia 13 de Dezembro em homenagem a Santa Luzia, nome popular de Santa Lúcia de Siracusa.

Vale a pena assistir a esta tradição, assim como visitar as mais de cem bancas que vendem artesanato e comida típica. Não pode faltar o vinho quente, glögi na versão finlandesa, o que geralmente significa um toque especial de vodka. O Pai Natal é presença habitual neste mercado de Natal de Helsínquia. Juntamente com a roda antiga no centro da praça, fazem as delícias da criançada.

7. Oslo, Noruega

Porto do Oslo com decorações de Natal

Em Oslo, a tradição de mercados de Natal não está tão enraizada como noutras capitais europeias. Ainda assim, vale a pena visitar a feira de Natal no Museu de História Cultural (Norsk Folkemuseum) na península de Bygdøy, à distância de uma breve viagem de autocarro. Neste local, estão concentradas todas as tradições da Noruega. O espírito do Natal é vivido através da centena de bancas de madeira que vendem artesanato e comida típica. Aproveite a oportunidade para descobrir como os noruegueses têm vindo a celebrar o Natal ao longo dos tempos.

No centro de Oslo, vai também encontrar alguns mercados de Natal. Não tão grandes como os mercados de Natal na Alemanha, o mercado em torno de Spikersuppa, o ringue de patinagem no gelo junto à avenida Karl Johan, é o maior de todos.

8. Paris, França

Catedral de Notre-Dame com o mercado de Natal

Com origem na Alemanha e na região da Alsácia, os marchés de Noël são hoje uma parte essencial da época festiva em Paris. Encontram-se por toda a capital francesa, que nesta época do ano tem ainda mais razões para ser apelidada de Cidade Luz. Não perca os mercados de Natal de Les Halles, Notre-Dame e Champs de Mars, e a aldeia de Natal de La Défense.

9. Praga, República Checa

Mercado de Natal em Praga

Em Praga, o mercado de Natal (Vanocni thry) situa-se na cidade antiga em torno da praça Wenceslas. Neste local, vai encontrar uma atmosfera de luz, neve e cânticos natalícios, animais ao ar livre como póneis e ovelhas, barraquinhas a vender joalharia, brinquedos em madeira, velas e cristais, num ambiente rodeado pela beleza monumental dos edifícios em redor. Da gastronomia tradicional checa, destacam-se a carne de porco grelhada, as salsichas, os muffins checos, e a cerveja

10. Viena, Áustria

Mercado de Natal em Viena

Viena possui um dos mercados de Natal mais visitados e antigos da Europa, com cerca de 700 anos. O Christkindlmarkt, junto à Câmara Municipal, envolto numa atmosfera natalícia muito própria, é o espaço ideal para se deliciar com os biscoitos de gengibre, o ponche, as amêndoas assadas, e ainda para passear de pónei, ouvir e admirar os coros de rua e assistir a concertos natalícios.