O Que Ver e Fazer na Alemanha – 10 Melhores Atrações

0

Com uma localização privilegiada no centro da Europa, a Alemanha é o país ideal para uma escapadinha.

Berlim, Hamburgo, Munique, Colónia e Frankfurt são as maiores cidades do país, e as mais visitadas, com uma vida cultural intensa e diversos festivais ao longo de todo o ano.

A Alemanha é também um país de enorme beleza natural. Entre o mar do Norte, a costa do Báltico e os Alpes no sul, existem paisagens diversificadas, como a Floresta Negra ou o vale do Reno.

Para planear uma visita a este país da Europa Central, conheça 10 locais que merecem ser incluídos num itinerário de viagem.

Berlim

Troço do Muro de Berlim

Muro de Berlim

A capital da Alemanha está indissociavelmente ligada à história da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Fria. O famoso muro de Berlim dividia a parte ocidental da parte oriental da cidade, e era o símbolo da Cortina de Ferro. Com a queda do muro em 1989, Berlim transformou-se numa cidade multicultural, com uma intensa vida cultural e nocturna. As atrações turísticas são variadas, incluindo o Reichstag, a Porta de Brandeburgo, o muro de Berlim (ou o que resta dele nas proximidades do Checkpoint Charlie), entre muitas outras.

Munique

Marienplatz

Vista da Marienplatz

A cidade Munique é porta de entrada para conhecer a região da Baviera, localizada no sudeste da Alemanha. Na cidade antiga (Altstadt), a Marienplatz é um espaço único que reúne o Neues Rathaus (edifício da Câmara Municipal), a Coluna de Maria, e a catedral Frauenkirche. A cidade de Munique é ainda conhecida pelo Festival de Cerveja – Oktoberfest, que ocorre nos meses de Setembro e Outubro desde 1810. Este evento recebe todos os anos 6 milhões de visitantes que não perdem esta oportunidade para saborear as famosas cerveja e salsichas alemães.

Castelo de Neuschwanstein

Vista do Castelo de Neuschwanstein

O castelo de Neuschwanstein, situado numa colina próxima de Füssen, no sudoeste da Baviera, é um dos edifícios mais fotografados da Alemanha. O castelo está ligado à história trágica do rei Luís II da Baviera, famoso por construir um mundo de fantasia à sua volta, no qual se inclui o castelo de Neuschwanstein que o monarca mandou erguer em 1869. Pouco antes da sua conclusão, em 1886, o rei foi declarado insano e deposto pelos seus ministros. Luís II da Baviera apareceu morto alguns dias mais tarde em circunstâncias misteriosas, num lago próximo de outro dos seus castelos fantasia. O estilo fantástico do edifício serviu de inspiração ao castelo da Cinderela da Disney.

A entrada custa 13€ e deve ser adquirida na bilheteira localizada na vila de Hohenschwangau. A ligação entre Hohenschwangau e o castelo de Neuschwanstein está interdita a carros e bicicletas; faz-se apenas a pé (30/40 minutos), de charrete ou de autocarro, com partida do parque de estacionamento P4, seguindo-se uma caminhada de 10/15 minutos.

Floresta Negra

Paisagem da Floresta Negra

A Floresta Negra é uma região montanhosa e um parque nacional localizado no sudoeste da Alemanha. O que distingue este parque é o facto de possuir áreas que se desenvolveram durante mais de 100 anos sem intervenção humana. Significa isto que muitos dos animais e plantas da Floresta Negra vivem num cenário natural intacto e autêntico. As caminhadas pelos trilhos e os desportos de Invernos são as actividades mais populares dos visitantes da Floresta Negra.

Uma viagem de 20 minutos no Schauinslandbahn, o maior teleférico da Alemanha (com 3,6 km), oferece uma vista magnífica da cidade de Freiburg, do vale do Reno, e das cordilheiras de Kaiserstuhl e Vosges. O teleférico parte de Freiburg, e cada viagem de ida e volta custa 12,5€.

Vale do Reno

Vale do Reno

A mais bela secção do Reno é entre Koblenz e Bingen, no chamado vale médio do Reno, incluído na lista de Património Mundial da UNESCO. Numa extensão de 65 km, a paisagem é marcada colinas verdejantes onde sobressaem as vinhas, os inúmeros castelos, palácios e aldeias históricas. A melhor forma de descobrir esta região é fazer um cruzeiro pelo rio Reno. Na cidade de Koblenz, onde o rio Moselle se encontra com o Reno, o teleférico, que atravessa o rio até à fortaleza de Ehrenbreitstein, oferece uma magnífica vista aérea do vale do Reno.

Dusseldorf

Passeio nas margens do rio Reno em Dusseldorf

Nas margens do rio Reno, Dusseldorf, é uma excelente alternativa para fazer uma escapadinha fora das escolhas mais óbvias como sejam Berlim e Munique. O centro histórico é um dos locais mais movimentados da capital do estado da Renânia do Norte-Vestefália. A Altstadt (cidade antiga) de Dusseldorf é também conhecida como o “mais extenso bar do mundo” por possuir mais de 250 bares, cervejarias, e restaurantes. A cerveja de Dusseldorf, chamada Altbier (ou apenas Alt), tem um sabor próprio, a lembrar bacon. Não deixe de a provar no histórico Brauerei Zum Schiffchen, o mais antigo restaurante de Dusseldorf.

Baden-Baden

O que ver e fazer em Baden-Baden

Centro de Baden-Baden

Localizada no sudoeste da Alemanha, a curta distância da fronteira francesa, a estância termal de Baden-Baden, no sopé da Floresta Negra, é um destino interessante para uma escapadinha de fim-de-semana. Para além das terapias proporcionadas pelas termas, Baden-Baden possui um casino, o teatro Festspielhaus, construído no século XIX e considerado como um dos maiores palcos de óperas e concertos da Europa, um centro histórico com diversas lojas, e belíssimos parques e jardins.

Hamburgo

Edifício da Câmara Municipal de Hamburgo

Hamburgo está situada nas margens do rio Elba no norte da Alemanha. A cidade possui o maior porto do país, e o segundo mais movimentado da Europa em carga transportada. Para além da intensa actividade económica, Hamburgo tem uma vibrante vida cultural, contando com mais de 30 teatros, 50 museus e 4 mil restaurantes. Para além do centro histórico e do bairro de animação nocturna Sankt Pauli, vale a pena visitar o porto e passear de barco pelo rio Elba.

Frankfurt

Centro histórico de Frankfurt

Römerberg

Frankfurt pode não parecer uma escolha óbvia para uma lista de atrações turísticas da Alemanha. No entanto, a cidade, onde arranha-céus futuristas convivem lado a lado com edifícios reconstruídos após a Segunda Guerra Mundial, é um local central na Alemanha moderna, com vários pontos de interesse. Destacam-se a área de Römerberg, que corresponde ao centro histórico, com uma praça pitoresca e a maior área pedonal da cidade, a catedral e a ópera de Frankfurt, e o Zeil, uma das mais famosas áreas comerciais da Alemanha.

Partilhar.