O Que Ver e Fazer no Egipto – 10 Melhores Atrações

O Egipto é um destino fascinante, com uma longa história e paisagens marcadas pelo imponente Nilo e pelo vasto deserto que se estende até ao mar Vermelho.

Enquanto as pirâmides e os templos faraónicos do Egipto despertam o explorador dentro de cada visitante, as praias tanto na costa do Mediterrâneo como na costa do mar Vermelho são hoje a maior atração turística do país.

Nesta lista, sugerimos 10 locais que vale a pena conhecer numa visita ao Egipto.

Pirâmides de Gizé

Pirâmides de Gizé

Localizadas nos arredores do Cairo, as pirâmides de Gizé são a imagem de marca do Egipto. As pirâmides foram construídas ao longo de três gerações de faraós: o rei Quéops, o seu segundo filho Quéfren e o neto Miquerinos. A Grande Esfinge data do reinado de Quéfren. Acredita-se que as pirâmides foram construídas para albergar os restos mortais dos faraós do Antigo Egipto, e que a sua construção terá envolvido a movimentação por arrasto de grandes pedras até à sua colocação no local.

Luxor

Templo de Luxor

A actual cidade de Luxor nasceu das ruínas de Tebas, antiga capital do Antigo Egipto. Muitas vezes descrita como “o maior museu ao ar livre do mundo”, Luxor possui as ruínas dos templos de Karnak e Luxor no coração da cidade moderna e, do outro lado do rio Nilo, os túmulos reais dos Vales dos Reis e das Rainhas. Para além dos monumentos, destacam-se ainda as paisagens do deserto e do rio Nilo.

Cairo

Vista de Cairo com a Mesquita-Madrassa do Sultão Hassan

Localizada a sul do delta do Nilo, a capital do Cairo é a maior cidade do Médio Oriente/África. Porta de entrada para uma visita às pirâmides de Gizé, o Cairo é tudo menos uma cidade tranquila: o trânsito é caótico e a poluição intensa nalguns locais. No entanto, pela porta sul de Bab Zuwayla existe um Cairo islâmico, dos mercados, que vale a pena descobrir. No famoso Museu Egípcio, localizado na Praça Tahrir, vai poder ver de perto o tesouro do faraó Tutankamon, e diversos artefactos e múmias do Antigo Egipto.

Assuão

O rio Nilo em Assuão

Localizada a norte do lago Nasser, Assuão é a cidade mais a sul do Egipto, e o local onde o Nilo é mais imponente. A cidade é uma boa base para visitar diversas atrações: a ilha Elefantina, com as coloridas ruas das aldeias dos núbios, e os diversos templos – o templo de Filae na ilha de Agilkia, os templos de Ramsés II em Abu Simbel, e os templos de Kom Ombo e Edfu a meio caminho entre Assuão e Luxor. A cidade propriamente dita é um local privilegiado para ver as feluccas e a vida passar ao longo do rio Nilo.

Dahshur

Pirâmide Vermelha

Dahshur é uma necrópole localizada no deserto a cerca de 40 km a sul do Cairo, onde se encontram cinco pirâmides. As duas pirâmides mais importantes deste complexo estão entre as mais antigas (2613–2589 a.C.) e bem conservadas do Egipto. A primeira mandada construir pelo rei Seneferu terá sido a pirâmide Romboidal, cuja tentativa de desenhar arestas redondas revelou erros nos cálculos, resultando numa inclinação a meia altura. A Pirâmide Vermelha terá sido or resultado da segunda tentativa, desta feita bem sucedida.

Deserto Branco

Deserto Branco

O deserto Branco é uma excêntrica atração natural na proximidade do oásis de Farafra. A coloração entre o branco e o creme é proveniente das impressionantes formações geológicas de giz, moldadas pela acção erosiva do vento. Esta paisagem natural que mais parece o cenário de um filme de ficção científica é um bom contraponto para quem vem de visitar os inúmeros templos e pirâmides do Egipto.

Oásis de Siwa

Cidadela de Shali

Localizado na fronteira oeste, Siwa é o mais remoto dos oásis egípcios. Os seus habitantes, povos berberes oriundos do Magrebe, instalaram-se aqui antes da ocupação árabe no século VII, ficando culturalmente isolados do restante país até ao final século XIX. A cidade, rodeada por uma vasta plantação de palmeiras e oliveiras, é dominada pelas ruínas da velha cidadela de Shali.

Dahab

Vista de Dahab

Dahab é uma povoação na costa sudeste da península de Sinai, localizada a cerca de 80 km de Sharm el-Sheikh. Esta antiga vila de pescadores beduínos foi descoberta pelos hippies e turistas aventureiros, que promoveram uma espécie de “resort alternativo”, com turismo mais ou menos sustentável. A combinação do mar Vermelho e do deserto do Sinai fazem de Dahab um destino único e ideal para diversas actividades, como o windsurf, o mergulho, o alpinismo, e as caminhadas no deserto com os beduínos.

Alexandria

Vista de Alexandria

Localizada na costa do Mediterrâneo, Alexandria é a segunda maior cidade do Egipto, e o porto mais importante do país. Fundada em 331 a.C. por Alexandre o Grande, a cidade situava-se no cruzamento entre mundos. No entanto, devido às guerras constantes, muito pouco da antiga cidade sobreviveu até aos nossos dias. Ainda assim, vale a pena uma visita às diversas atrações, como a cidadela de Qaitbay, o pilar de Pompeu e o anfiteatro romano. Não deixe de conhecer o passeio marítimo Corniche, e de fazer compras nos shouks da cidade.

Hurghada

Porto de Hurghada

Hurghada é outra cidade turística localizada nas margens do mar Vermelho. A outrora vila de pescadores é hoje quase irreconhecível, com as mais de 100 unidades hoteleiras que fazem de Hurghada o destino turístico mais visitado do Egipto. O local oferece excelentes condições para o mergulho, com recifes e uma rica vida marinha.