O Que Ver e Fazer na Eslováquia – 5 Melhores Atrações

A Eslováquia é um país de cidades históricas e paisagens de enorme beleza natural.

Da capital Bratislava às montanhas Tatra no leste do país, vai encontrar pelo caminho um conjunto de pitorescas cidades, interessantes castelos e magníficos parques nacionais.

Aproveite a localização privilegiada da Eslováquia no centro da Europa, com excelentes ligações à Áustria e República Checa, para se aventurar neste destino pouco conhecido

Bratislava

Centro de Bratislava

A capital e maior cidade da Eslováquia é a porta de entrada para uma visita à Eslováquia, e o destino ideal para uma escapadinha nesta região da Europa Central – pode conjugar a visita com outros destinos vizinhos, como é o caso de Viena, que está situada a cerca de 65 quilómetros.

A cidade é pequena e compacta, ideal para explorar a pé. O centro histórico possui vários pontos de interesse, como a catedral de São Martinho em estilo gótico, a antiga câmara municipal e o museu da cidade. O castelo de Bratislava no topo da colina é outro local de interesse de onde pode apreciar a vista sobre a cidade e o rio Danúbio.

Parque Nacional do Alto Tatra

Parque Nacional do Alto Trata

As montanhas Tatra formam uma cordilheira na fronteira entre a Eslováquia e a Polónia, sendo que cada montanha tem um parque nacional com o mesmo nome. A montanha do Alto Tatra é a maior dos Cárpatos, e o seu parque é o ex-libris dos parques nacionais eslovacos. A região é um destino popular para caminhadas, BTT, escalada e desportos de Inverno. A localidade de Poprad é a porta de entrada, possuindo lojas, restaurantes, hotéis, os seus próprios comboios de montanha e teleféricos.

Castelo de Spis

Castelo de Spis

A Eslováquia possui mais de 300 castelos, a maioria em ruínas, dos quais se destaca o castelo de Spis (Spišský hrad), que faz parte da lista de Património Mundial da UNESCO. Localizado no topo de uma colina, no leste da Eslováquia, o castelo de Spis foi construído no século XII, sendo um dos maiores castelos europeus em termos de área. Numa visita, suba até ao topo para vistas magníficas das montanhas do Alto Tatra e visite o museu, com a sua exposição de instrumentos de tortura, armas e uma réplica do castelo antes de ser destruído por um incêndio em 1780.

Grutas de Aggtelek

Gruta Dobsinska

Na fronteira entre a Eslováquia e a Hungria, existe um conjunto de 712 grutas que faze parte da lista de património da UNESCO. Destas, quatro estão abertas ao público. Dobsinska, conhecida como “buraco de gelo”, é incrível com as suas estalagmites de gelo. A parede de gelo de maior espessura tem 26,5 metros. A melhor época para visitar é na Primavera; deve levar roupa quente e calçado anti-derrapante. Outra gruta impressionante é a Ochtinska, uma gruta de aragonite cuja forma cristalina produz uma invulgar ornamentação. A entrada da gruta faz-se por um túnel de 145 metros a uma altitude de 642 metros acima do nível médio das águas do mar.

Bardejov

Casa típica de Bardejov

Bardejov localiza-se na região de Presov, no norte da Eslováquia, próximo da fronteira com a Polónia. A cidade integra a lista de Património Mundial da UNESCO por se tratar de um exemplo completo e excepcionalmente bem conservado de uma cidade medieval fortificada. A cidade foi fundada no século XIV, mas as primeiras referências remontam a 1241. A chegada de germânicos deu ímpeto a Bardejov que se transformou num importante centro de comércio têxtil ao longo de 300 anos. Os locais a visitar incluem a praça da cidade (radnicne namestie) com as típicas casas góticas e renascentistas, a igreja gótica de Santo Egídio, datada do século XIV, o antigo bairro judeu, as antigas termas judias e a sinagoga do século XVIII.