O Que Ver e Fazer em Fez – 7 Melhores Atrações

0

Fez (ou Fes) é uma das cidades imperiais, considerada a capital cultural e espiritual de Marrocos.

A cidade foi fundada no século IX, tendo sido um importante centro científico, religioso e cultural durante o século XII.

Fez possui a universidade mais antiga do mundo e a maior mesquita do continente africano, várias madraças, um sem número de souks, sem esquecer as famosas tinturarias.

Perca-se na labiríntica medina de Fez e descubra todos os tesouros que esta cidade marroquina tem para oferecer.

Medina

Bab Boujaloud, ou Porta Azul, que dá acesso à medina de Fez

Pensa-se que Fes el Bali é a medina mais antiga do mundo que sobrevive intacta, estando inscrita na lista de Património Mundial da Unesco. Comece a sua visita na Bab Boujaloud, a Porta Azul que dá acesso à área mais turística da medina, e de onde se avista o minarete da madraça Bou Inania. A medina de Fez está naturalmente dividida em duas por um curso de água que discretamente a serpenteia. Na margem esquerda encontram-se os principais monumentos históricos e os souks; na margem direita encontra-se a Fez autêntica, a cidade dos habitantes locais e dos becos mais fotogénicos.

Madraça Bou Inania

Mosaicos da madraça Bou Inania

Construída entre 1350 e 1357 pelo sultão merinida Bou Inan, a madraça Bou Inania é um dos edifícios mais belos de Fez. É a única madraça desta cidade marroquina que possui um minarete, pois serviu também de mesquita para a oração de sexta-feira. Funcionou como escola religiosa até 1960, tendo posteriormente sofrido obras de restauro que vieram realçar a sua beleza. A madeira trabalhada e o estuque esculpido são verdadeiras obras de arte dos artesãos marroquinos.

Madraça Attarine

Pormenor da madraça Attarine

A madraça Attarine é também uma construção dos merínidas, a dinastia berbere que dominou grande parte do Magrebe entre os séculos XIII e XV. O pátio interior oferece um excelente exemplo da decoração da época, repleta de mosaicos e madeira de cedro trabalhada. No piso superior, podem visitar-se os quartos dos estudantes da mesquita e universidade Qaraouiyine. O terraço oferece uma vista magnífica da medina de Fez.

Tinturarias e Curtumes

As ruas a oeste da mesquita Qaraouiyine têm não só a maior concentração de souks como albergam as famosas tinturarias de Fez. Chouara é a maior e a mais conhecida, que se transformou numa das principais atrações desta cidade do norte de África. Aqui, vai poder ver de perto o processo marroquino de tingimento de peles. O melhor local para observar e fotografar é do terraço de uma das lojas de peles.

Mesquita e Universidade

Mesquita e Universidade Qaraouiyine

Construída em 859, a mesquita e universidade Qaraouiyine é considerada uma das mais antigas do mundo árabe. Enquanto mesquita, é hoje um dos maiores centros de oração em Marrocos, com capacidade para 20 mil pessoas. A biblioteca, também uma das mais antigas do mundo, contém mais de 30 mil livros, incluindo um Alcorão do século IX. A entrada no complexo está interdita a não muçulmanos. No entanto, é possível obter excelentes perspectivas a partir dos terraços dos diversos restaurantes localizados nas imediações.

Mellah (Bairro Judeu)

Cemitério no mellah (bairro judeu) de Fez

Mellah é o nome árabe utilizado em Marrocos para designar um bairro de judeus – o conceito é de alguma forma próximo do que em Portugal se designou de judiaria. O mellah era amuralhado, e o de Fez foi o primeiro de Marrocos, construído em 1438. Aqui, viveram judeus até ao início do século XX – outrora terão sido 250 mil os habitantes do mellah. Apesar de bastante dilapidado, uma visita pela bairro oferece uma perspectiva da vida e cultura judaica em Marrocos. Pode ainda visitar a sinagoga Aben-Danan, o cemitério judeu e o museu que conta a história dos judeus marroquinos.

Túmulos Merínidas

Vista de Fez a partir dos túmulos merínidas

Na verdade, a atração não são os túmulos, ou o que resta deles, mas a vista panorâmica de Fez e da paisagem envolvente. Os túmulos merínidas localizam-se a norte da cidade no topo de uma colina. Daqui, é possível ver a medina, com as suas muralhas, e identificar o telhado verde da mesquita e universidade Qaraouiyine, entre outros pontos de interesse, como o palácio real e o mellah.

Partilhar.