O Que Ver e Fazer no Japão – 10 Locais a Visitar

0

Visitar o Japão é descobrir um mundo de contrastes, onde as tradições milenares e a modernidade convivem lado a lado.

O país do Sol Nascente, como também é conhecido, é um território único com muito para descobrir. A cidade histórica de Quioto, com os inúmeros templos e jardins Zen, o famoso Monte Fuji, a inebriante cidade de Tóquio e as paisagens verdejantes do Parque Natural de Nikko são alguns dos locais a visitar.

Para planear uma visita ao Japão, sugerimos 10 locais que vale a pena incluir no roteiro de viagem.

Quioto

Hotéis em Quioto

Bairro de Gion em Quioto

A cidade de Quioto é considerada a capital cultural do Japão, e é o local ideal para conhecer as tradições e a História do Japão.

Esta cidade milenar é a alma e a essência do país do Sol Nascente, onde é possível encontrar dezenas de templos budistas e santuários xintoístas, jardins zen que convidam à meditação, sem esquecer as tradicionais gueixas fielmente vestidas com os seus quimonos de seda.

Entre os locais a visitar, destacamos o Templo Dourado (Kinkakuji), o Ginkaku-ji (Pavilhão Prateado), o Santuário Xintoísta Fushimi Inari Taisha e o Templo Kyomizudera.

Tóquio

Tóquio

Tóquio à noite

Tóquio é uma cidade fascinante, uma metrópole em constante mutação, onde arranha-céus coabitam com templos budistas e santuários xintoístas.

Tóquio é a maior cidade do Japão e o principal centro económico e financeiro do país, onde vivem cerca de 35 milhões de habitantes na área metropolitana.

A capital japonesa é uma cidade singular, que surpreende pela escala e pelas rotinas próprias de uma grande metrópole. Numa visita a esta cidade, destacamos alguns locais que vale a pena explorar como os bairros de Shinjuku, Shibuya e Ginza, o Mercado Tsukiji, bem como o Palácio Imperial e a Sky Tower, que oferece vistas impressionantes sobre a cidade.

Pavilhão Dourado

Pavilhão Dourado em Quioto

Pavilhão Dourado

O Pavilhão Dourado (Kinkakuji) é uma das principais atrações turísticas do Japão e de Quioto. O templo de dois andares está completamente coberto com folha de ouro e rodeado por uma floresta idílica em frente a um pequeno lago.

Morada: 1 Kinkakuji-cho, Kita-ku

Horário: Todos os dias das 9h às 17h

Entrada: Adultos 400 Y | Estudantes 300 Y

Como Chegar: Apanhe os autocarros números 101 e 205 e saia na paragem Kinkakuji-michi.

Templo Kiyomizudera

Kyomizudera

Templo de Kyomizudera

O templo Kyomizudera é outro dos lugares mais emblemáticos do Japão e da cidade de Quioto. A sua fundação data do século XVIII, tendo sido reabilitado durante o século XVII. Em 1994, o templo passou a integrar a lista de Património Mundial da Humanidade da UNESCO. Ao visitar o templo, não deixe de apreciar a estrutura em madeira, os altares, e as vistas panorâmicas sobre a cidade.

Horário: Aberto todos os dias das 6h às 18h (até às 18h30 aos fins-de-semana e feriados, e de abril a setembro)

Entrada: 400 Y

Como Chegar: Apanhe os autocarros números 100 e 206 e saia nas paragens Gojo-zaka ou Kiyomizu-michi. Depois suba a rua pitoresca de Matsubara com inúmeras lojas de souvenirs.

Nara e Templo Todaiji

Templo Todaiji

Templo Todaiji

A cidade história de Nara, a primeira capital do Japão, possui um património histórico e cultural inestimável, incluído no conjunto de Monumentos Históricos da Antiga Nara, que foram designados Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 1998.

Entre os monumentos existentes, destacamos o Templo Todaiji, um complexo budista, que alberga a maior estátua do mundo em bronze (Buda Vairochana), as ruínas do Grande Palácio e diversos templos budistas e santuários Xintoístas.

Como chegar: Linhas Keihan e Karasuma a partir da estação de comboios de Quioto. A viagem demora cerca de 1 hora e o bilhete custa 1640 Y ida e volta.

Castelo de Himeji

Himeji

Castelo Himeji

O Castelo de Himeji, localizado na cidade de Himeji (província de Hyogo), é considerado o melhor exemplo da arquitectura de castelos do Japão. Este complexo palaciano, constituído por 82 edifícios de madeira, impressiona pela dimensão e pela imponência exterior. Em 1993, a UNESCO designou o complexo Património Mundial.

Monte Fuji

Japão

Monte Fuji

O Monte Fuji é a mais alta montanha do Japão, com 3.776 metros de altitude. O vulcão, com um cone perfeitamente simétrico, é um dos símbolos do país e um destino muito procurado pelos amantes do montanhismo e das caminhadas. Estima-se que todos os anos subam até ao topo cerca de 200 mil pessoas. A subida demora entre 3 e 8 horas, e a descida entre 2 e 5 horas.

Palácio Imperial em Tóquio

Seimon Ishibashi

Ponte Seimon Ishibashi com o Palácio Imperial ao fundo

O Palácio Imperial, localizado no bairro de Chiyoda em Tóquio, é a residência oficial do Imperador do Japão. O Palácio tem acesso restrito, mas os Jardins Orientais estão abertos ao público. O interior do complexo pode ser visitado apenas duas vezes por ano: no aniversário do Imperador Akihito (23 de dezembro) e no Ano Novo (2 de janeiro). Não deixe ainda de apreciar a arquitectura da Ponte Seimon Ishibashi, construída em pedra, e que dá acesso ao Palácio.

Parque Nacional de Nikko

O Parque Nacional de Nikko, situado na região de Kanto, a cerca de 150 quilómetros da capital japonesa, é considerado como um dos mais belos do país, sendo um destino turístico popular entre os japoneses. O parque, datado do início do século XX, é famoso pelos templos históricos xintoístas e budistas, pelas florestas luxuriantes, pelas cataratas de Kegon e pelo Lago Chuzenji.

Grande Buda de Kamakura

Kamakura

Buda de Kamakura

O Grande Buda é uma estátua em bronze de grandes dimensões que representa Amida Budha uma das figuras budistas mais celebradas no Japão. A estátua está localizada no templo de Kotoku-in na cidade de Kamakura, a cerca de 70 quilómetros de Tóquio. A estátua, datada de 1252, tem 13 metros de altura e pesa 93 toneladas.

Partilhar.