O Que Visitar na Finlândia – 6 Atrações Imperdíveis

Casas de madeira em Porvoo

A Finlândia é a terra do Pai Natal, do sol da meia-noite, das auroras boreais e dos mil lagos, um destino imperdível de aventura e beleza natural.

De Rovaniemi na Lapónia à capital Helsínquia, centro cultural e arquitectónico do país, passando pelas medievais Turku e Porvoo, sem esquecer as ilhas Aland, os parques e os imensos lagos, conheça seis motivos para descobrir este país da Escandinávia.

1Lapónia

Passeio com huskies na Lapónia

A região do sol da meia-noite e das auroras boreais oferece uma experiência inesquecível a norte do círculo Árctico. Rovaniemi, porta de entrada da Lapónia, é também a morada do Pai Natal. Aqui, os visitantes podem conhecer a gruta e a aldeia desenvolvida em torno desta personagem. Do ponto de vista histórico, Rovaniemi esteve envolvida na Segunda Guerra Mundial, tendo 90% dos seus edifícios sido destruídos pelos alemães durante o conflito. O projecto de reconstrução da cidade foi liderado pelo arquitecto Alvar Aalto.

As actividades não natalícias na Lapónia incluem visitas aos fiordes, passeios com huskies, safaris com renas, sauna seguida de banho de água gelada, e caminhadas pelos lagos e florestas, de preferência durante os meses de Verão.

Como chegar a Rovaniemi: A capital finlandesa fica a 835 km da terra do Pai Natal. A melhor opção para chegar a Rovaniemi é de avião a partir de Helsínquia numa viagem que dura 40 minutos.

2Helsínquia

Vista da Catedral de Helsínquia

A capital Helsínquia é o local mais visitado da Finlândia, e um destino onde deve passar algum tempo. Aqui, as atrações têm sobretudo um carácter cultural e arquitectónico. De entre os edifícios mais proeminentes destacam-se a catedral de Helsínquia, projectada pelo arquiteto Carl Ludwig Engel, a moderna e invulgar Temppeliaukio kirkko, uma igreja de 1969 escavada em rocha granítica, e Uspenski, localizada na pequena ilha de Katajanokka, a maior catedral ortodoxa da Europa Ocidental, datada do século XIX.

Helsínquia possui ainda um conjunto de excelentes museus, dos quais se destacam o Museu Nacional da Finlândia (Kansallismuseo), o Museu de Arte Contemporânea (Kiasma), e o Museu de Arte Clássica (Ateneum). Se sobrar tempo, não deixe de visitar as ilhas de Helsínquia. Suomenlinna, localizada num conjunto de ilhas ao largo da capital finlandesa, é uma conhecida fortaleza classificada Património da Humanidade pela UNESCO. A ilha de Seurasaari possui uma densa floresta e um museu ao ar livre que dá a conhecer as casas tradicionais da Finlândia.

3Lago Saimaa

Castelo de Savonlinna

Um labirinto azul de lagos, rios e canais, intercalados por ilhas e florestas, estende-se por vários quilómetros do centro da Finlândia até à fronteira leste com a Rússia. Cerca de 55 mil desses lagos têm pelo menos 200 metros de largura. O lago Saimaa é o maior desta região, onde se pode nadar, passear de barco, ou simplesmente apreciar a paisagem. Mikkeli e Savonlinna são duas cidades situadas no lago Saimaa, onde os visitantes encontram uma oferta variada de alojamento e restaurantes e tudo o que precisam para explorar a região.

4Turku

Vista nocturna do Castelo de Turku

Turku, localizada na costa sudoeste da Finlândia, foi a capital do país durante grande parte do século XIX. Considerada a cidade mais antiga da Finlândia, possui inúmeras atrações históricas, e é por essa razão um dos destinos turísticos mais populares da Finlândia. Alguns dos principais marcos desta cidade são o castelo de Turku, datado do século XIII, o museu de história e arte contemporânea conhecido como Aboa Vetus & Ars Nova, e o bairro de Luostarinmäki, um museu ao ar livre de edifícios dos séculos XVIII e XIX que sobreviveram ao grande incêndio de Turku, que ocorreu no início do século XIX.

5Porvoo

Casas de madeira em Porvoo

Localizada no sul do país, Porvoo é a segunda cidade mais antiga da Finlândia, e um destino único pelas suas típicas casas de madeira. Nas ruas de Vanha Porvoo, como é conhecida a parte antiga da cidade na margem do rio, encontram-se vestígios do século XIII, embora a maioria dos edifícios remonte ao século XIX. Porvoo possui ainda uma catedral do século XI, que vale a pena explorar, para além da chocolateria Brunberg, uma verdadeira instituição local a adoçar bocas desde 1871.

6Ilhas Aland

Paisagem das ilhas Aland

Localizadas no mar Báltico, as ilhas Aland formam um arquipélago que goza de autonomia. Apesar de fazerem parte da Finlândia, a história destas ilhas está intimamente ligada à Suécia, tanto mais que a população local fala sueco e mantém tradições próximas daquele país. Existem ferries que ligam as ilhas entre elas e permitem aos visitantes explorar as várias atrações, onde se incluem o navio/museu Pommern ancorado junto ao Museu Marítimo em Mariehamn, a capital de Aland, o castelo de Kastelholm datado do século XIV, e os quilómetros de trilhos, ideais para passeios de bicicleta.

SEM COMENTÁRIOS