O Que Visitar na Islândia – Destinos e Atrações Naturais

0

Visitar a Islândia é descobrir um autêntico paraíso natural, onde glaciares, vulcões, e quedas de água são os elementos dominantes da paisagem.

Situada no Atlântico Norte, a sul do Círculo Polar Árctico e a noroeste do Reino Unido, a Islândia tem fortes tradições no sector das pescas, das energias renováveis e do turismo. Com uma excelente qualidade de vida, uma esperança média de vida de 78 anos (uma das maiores do mundo) e com um Índice de Desenvolvimento Humano elevado, a Islândia é um dos melhores países para se viver, apesar da crise económica que assolou o país.

Este país singular é um autêntico “laboratório natural”, onde é possível ver in loco géiseres, campos de lava, cascatas de grandes dimensões e icebergues. Apesar do crescente interesse turístico dos últimos anos, a Islândia continua a privilegiar o turismo sustentável em detrimento do turismo de massas.

Para visitar este paraíso natural, sugerimos que alugue um automóvel e parta à descoberta de um território imenso ao longo da clássica estrada Ring Road que circunda a ilha. Para começar a planear a sua viagem à Islândia, aqui fica uma lista de 10 locais que não pode mesmo deixar de visitar.

Jökulsárlón

Lagoa de Jökulsárlón

Lagoa de Jökulsárlón

É impossível descrever o que se sente quando se está perante a lagoa de Jökulsárlón no sul da Islândia, entre Höfn and Skaftafell, junto à Ring Road. A lagoa resulta do degelo do glaciar Breiðamerkurjökull com acesso direto ao Oceano Atlântico. Passe pelo menos 3 horas neste local para admirar os icebergues com uma cor azul luminosa e passear junto à praia de areia preta com pedaços de gelo. Uma das atividades imperdíveis é passear num barco anfíbio e observar o glaciar imponente.

Lagoa Azul

Lagoa Azul

Lagoa Azul

A Lagoa Azul é outro dos locais de visita obrigatória na Islândia. As águas quentes, com temperaturas em redor dos 38ºC, convidam a banhos num cenário único onde o azul das águas contrasta com os campos de lava. A Lagoa Azul oferece uma experiência única, que não é propriamente barata, mas que vale todo o dinheiro despendido. As entradas custam entre 50€ (standard) e 80€ (premium).

Gullfoss

Gulfoss

Gulfoss

A queda de água Gullfoss, em conjunto com o Parque Nacional de Thingvellir e o vale de Haukadalur, fazem parte do chamado “Triângulo Dourado”, um circuito turístico a menos de uma hora de automóvel de distância da capital Reiquiavique. A Gullfoss tem uma largura de 70 metros e uma altura de 32 metros, sendo alimentada pelas águas do degelo provenientes do glaciar Langjökull. Os acessos pedonais oferecem a possibilidade de chegar muito perto das quedas de água e de admirar toda a força da Natureza.

Husavik – Observação de Baleias

Husavik

Embarcação para observação de baleias em Husavik

A observação de baleias é uma actividade obrigatória para quem visita a Islândia. Existem diversos operadores turísticos que promovem este tipo de passeios. A cidade de Husavik, na costa norte do país, é um dos melhores locais para fazer a observação de baleias. O passeio é realizado numa embarcação preparada para o efeito, e tem a duração de 2 a 3 horas. A melhor época do ano para esta actividade é entre abril e setembro.

Lago Myvatn

Lago Myvatn

Lago Myvatn

O Lago Myvatn está situado a cerca de 90 quilómetros de Akureyri, a segunda cidade da Islândia. Esta estrutura geológica resultou de uma erupção vulcânica de grandes dimensões, que ocorreu há cerca de 2.300 anos. Actualmente, esta região integra uma área protegida, com uma grande diversidade de flora, sendo o habitat natural de diversas espécies de aves aquáticas.

Parque Nacional Thingvellir

Thingvellir

Thingvellir

O Parque Nacional Thingvellir (Þingvellir em islandês) é um dos locais mais visitados da Islândia, e faz parte do “Triângulo Dourado” que inclui também o géiser Strokkur e a queda de água Gulfoss. Thingvellir foi considerado parque nacional em 1928, devido à sua importância histórica e geológica, e em 2004 foi designado Património Mundial da Humanidade pela Unesco. Neste local, aproveite para passear pelos trilhos existentes e admirar as fracturas e falhas tectónicas que atravessam esta região.

Géiser Strokkur

Géiser Strokkur

Géiser Strokkur

O géiser Strokkur é outra das grandes atrações turísticas da Islândia, fazendo também parte do famoso “Triângulo Dourado”. O géiser entra em actividade a cada 4 a 8 minutos, atingindo uma altura que ultrapassa muitas vezes os 40 metros. Neste local, visite também o recém-inaugurado Geysir Center, onde pode ficar a saber tudo sobre este fenómeno geológico.

Dettifoss

Dettifoss

Queda de água Dettifoss

A Dettifoss é uma das maiores quedas de água da Islândia e da Europa, com cerca de 100 metros de largura e uma queda vertical de 48 metros até ao desfiladeiro de Jökulsárgljúfur. A Dettifoss está situada no parque nacional de Jökulsárgljúfur, no norte da Islândia, com dois acessos por estrada em terra batida com boas condições de circulação.

Landmannalaugar

Landmannalaugar

Parque Landmannalaugar

O Parque Nacional Landmannalaugar, situado no sul da Islândia, a 180 quilómetros de Reiquiavique, é uma das principais atrações turísticas do país. Os campos de lava, as piscinas termais, e as paisagens montanhosas cobertas de neve são alguns dos atractivos deste destino, assim como os passeios a cavalo e a escalada. Esta região pode ser visitada entre junho e setembro quando a estrada está aberta. Para pernoitar nesta área, recomendamos o Landmannalaugar Hut, um alojamento local de montanha com capacidade para 75 pessoas.

Campos de Lava do Vulcão Krafla

Krafla

Campos de lava

A paisagem lunar dos campos de lava do vulcão Krafla é outro dos locais que vale a pena visitar no norte da Islândia. Aproveite para despender pelo menos 2 horas e tirar muitas fotografias neste local.

Partilhar.