O Que Visitar em Israel – 10 Locais Turísticos

Cúpula da Rocha em Jerusalém

Israel é um país que desperta emoções. Admiração pela beleza das paisagens naturais do mar Morto e do deserto de Neguev. Devoção de judeus, cristãos e muçulmanos que visitam os locais sagrados como o Monte do Templo em Jerusalém, um dos mais lugares mais venerados do mundo.

Neste país do Médio Oriente não faltam também ruínas romanas e inúmeros vestígios arqueológicos com milhares de anos. E claro, Israel possui ainda cidades cosmopolitas como Telavive, para além de praias e resorts de luxo nas zonas costeiras.

Para planear uma visita a Israel, conheça dez locais turísticos que oferecem experiências inesquecíveis.

1Jerusalém

Muro das Lamentações

Jerusalém é uma das cidades mais antigas do mundo, sagrada para três das mais importantes religiões – judaísmo, cristianismo e islamismo. Dentro das muralhas do século XVI, construídas no período otomano, a cidade velha de Jerusalém encontra-se dividida em quatro bairros: judeu, cristão, arménio e muçulmano. Aqui, coexistem num único espaço o património de três tradições religiosas, sendo a cidade velha e as suas muralhas Património Mundial da UNESCO.

Dos inúmeros monumentos, destaca-se a Cúpula da Rocha construída no século VII, reconhecida pelas três religiões como o local do sacrifício de Abraão. Para os muçulmanos, terá sido também o local de chegada de Maomé numa viagem desde Meca acompanhado pelo arcanjo Gabriel. O Muro das Lamentações delimita os quatro bairros da cidade velha de Jerusalém, e é o segundo local mais sagrado para os judeus depois do Monte do Templo. Na Via Dolorosa, os cristãos podem reconstituir os passos de Jesus até à Basílica do Santo Sepulcro. Próximo do Portão de Jaffa, a entrada histórica da cidade velha de Jerusalém, não deixe de visitar a Torre de David, também conhecida como cidadela de Jerusalém, cujos vestígios arqueológicos testemunham mais de dois mil anos de história da cidade.

2Massada

Planalto de Massada

Localizado num planalto escarpado a sul de Jerusalém, Massada é um dos quatro palácios que Herodes, o Grande mandou edificar. Último bastião da Judeia a cair nas mãos de Roma, a tomada da fortaleza pelos romanos terminou, de acordo com o historiador judaico-romano Flávio Josefo, com o suicídio em massa de cerca de 900 sicários. Com uma vista deslumbrante sobre o mar Morto, a fortaleza de Massada é actualmente um dos locais mais visitados de Israel, um símbolo da antiga Israel, e um dos melhores exemplos de fortalezas romanas. O acesso ao topo do planalto faz-se a pé por um caminho que serpenteia a montanha ou numa curta viagem de teleférico.

3Mar Morto

Mar Morto

O mar Morto é um lago de água salgada, possuindo um grau de salinidade dez vezes superior ao de qualquer outro oceano, o que torna impossível a existência de vida. É também o ponto mais baixo do planeta, 430 metros abaixo do nível médio da água do mar. No meio deserto e em franco desaparecimento, a água e as lamas do mar Morto, riquíssimas em minerais, são muito procuradas. Os hotéis de luxo e resorts localizados nas margens deste lago têm reservas com vários meses de antecedência.

4Telavive

Praia em Telavive

Telavive é a segunda maior cidade de Israel e o centro financeiro do país. Muitas publicações de viagens colocam a cidade no topo dos locais a visitar em Israel. As praias de Telavive na costa do Mediterrâneo estão entre as melhores do mundo, e a cidade é conhecida pela sua animada vida nocturna e por ser um destino gay friendly. Em termos culturais, Telavive alberga a ópera nacional, a orquestra filarmónica e vários museus, com destaque para o Museu de Arte de Telavive, um dos maiores museus do mundo de arte contemporânea, e Beit Hatfutsot, o museu que retrata a história do povo judeu ao longo de milhares de anos.

5Mar da Galileia

Mar da Galileia

O mar da Galileia, localizado no norte de Israel, é o maior lago de água de doce do país que, tal como o mar Morto, é alimentado pelo rio Jordão. Referenciado em diversos episódios do Novo Testamento, o mar da Galileia terá sido avistado da colina onde teve lugar o Sermão da Montanha e terá sido palco de milagres como a caminhada de Jesus no mar. O local atrai inúmeros peregrinos cristãos, alguns dos quais percorrem os 65 km do caminho de Jesus pelos locais mais emblemáticos da sua vida, outros são baptizados na junção do mar da Galileia com o rio Jordão, no local onde Jesus terá sido baptizado por João Baptista.

6Cratera Ramon

Cratera Ramon no deserto de Neguev

A cratera Ramon é a maior das três crateras em pleno deserto Neguev, o qual ocupa cerca de 60% do território israelita. Esta formação geológica, com cerca de 40 km de comprimento e mais de 450 metros de profundidade, constitui juntamente com a área circundante a Reserva Natural de Ramon. Para quem goste de acampar, existe a possibilidade de o fazer nesta região num acampamento gerido por beduínos.

7Eilat

Vista de Eilat

Eilat é a cidade mais a sul de Israel, que serve como porto desde os tempos do rei Salomão. Tal como a adjacente cidade jordana de Aqba, são as praias, o recife de corais e as paisagens de deserto, as principais atrações deste destino turístico. Para além de mergulho, Eilat é também um destino de observação de aves na rota entre a Europa e África. Próximo da cidade, num dos cantos do deserto de Neguev, localiza-se no vale de Timna a maior mina de cobre do mundo, que alguns dizem ser o local das mitológicas minas de Salomão.

8Nazaré

Basílica da Anunciação

Nazaré é a maior cidade da região da Galileia, no norte de Israel, e a capital árabe do país, já que a sua população é maioritariamente muçulmana. No Novo Testamento, a cidade é descrita como a cidade onde José e Maria terão vivido e onde Jesus terá passado a infância. Nazaré é, por isso, um local de peregrinação cristã com vários santuários. Numa visita a este destino, não deixe de percorrer as pitorescas ruas da cidade velha e o colorido mercado local, bem como visitar a Basílica da Anunciação, a maior igreja católica do Médio Oriente.

9Haifa

Centro Mundial Bahá'í em Haifa

Enquanto Jerusalém é a cidade histórica de Israel, Telavive a cidade cosmopolita, Haifa tem o Centro Mundial Bahá’í, uma religião monoteísta fundada na Pérsia, com o seu Santuário do Báb inscrito na lista de Património da UNESCO e belíssimos terraços verdes ao longo da colina. Localizada no Mediterrâneo, Haifa é a terceira maior cidade de Israel e um importante porto. As praias, ideais para a prática de surf e vela, são outras das atrações desta cidade israelita.

10Jafa

Porto de Jaffa

Jafa, uma das mais antigas cidades portuárias de Israel, foi incorporada em Telavive a partir de 1950, razão por que a cidade tem o nome oficial de Telavive-Yafo. O porto natural de Jafa tem importância desde o tempo de Salomão e surge em vários episódios bíblicos, tendo sido também um importante centro de comércio e ponto estratégico. Actualmente, Jafa perdeu importância comercial a favor de Haifa, e a localidade apostou na preservação do seu porto e das suas ruelas, atraindo turistas nacionais e internacionais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

4 × 2 =