Uma Viagem pelos Bairros Turísticos do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é a segunda maior cidade do Brasil, com cerca de 6 milhões e meio de habitantes, e o principal destino turístico da América Latina.

Uma viagem pelos bairros turísticos do Rio de Janeiro permite conhecer as diversas atrações espalhadas pela cidade. Em 2012, a paisagem urbana do Rio de Janeiro foi reconhecida pela Unesco como Património Cultural da Humanidade.

Esta classificação valoriza os elementos naturais em torno dos quais a cidade se desenvolveu, desde as montanhas do Parque Nacional de Tijuca até ao mar, incluindo o Jardim Botânico, o morro Corcovado com a estátua do Cristo Redentor, e os morros em torno da baía de Guanabara.

A classificação da Unesco reconhece ainda o contributo da paisagem ao longo da baía de Copacabana no desenvolvimento da vida cultural ao ar livre, e como fonte de inspiração de músicos, arquitetos paisagistas e urbanistas. Por todas estas razões, vale a pena uma visita aos bairros turísticos do Rio de Janeiro.

Centro e Lapa

O Centro é o bairro financeiro do Rio de Janeiro, com a maior concentração de escritórios da cidade. É também aqui que se encontram alguns dos mais importantes museus, igrejas e edifícios históricos. Em torno da praça conhecida como Cinelândia localizam-se os imponentes edifícios do Theatro Municipal, do Museu Nacional de Belas Artes, da Biblioteca Nacional e do Centro Cultural da Justiça Federal. Não muito distante, em torno do Paço Imperial, outrora a sede do governo colonial, situa-se um dos principais monumentos religiosos do Rio de Janeiro – a igreja da Candelária. Aqui estão ainda instalados importantes centros culturais, como o Centro Cultural Banco do Brasil, a Casa França-Brasil e o Centro Cultural dos Correios.

Encostada ao Centro, a Lapa é o bairro da boémia carioca. Vários restaurantes e bares, com muito chorinho, samba e MPB, e algum rock, funk e música eletrónica, animam as noites do Rio de Janeiro.

Os Bondes de Santa Teresa

Os Bondes de Santa Teresa

Santa Teresa

Santa Teresa situa-se numa serra com com vista privilegiada para as zonas sul e centro do Rio de Janeiro. Os bondes, ou elétricos, são a marca distintiva do bairro de Santa Teresa, apesar de terem sido retirados de circulação em 2011 na sequência de um acidente. Está previsto que, em meados de 2014, os elétricos voltem a circular pelas ruas do bairro.

Ateliers, pequenas lojas de artesanato, bares e restaurantes animam o bairro. O Convento de Santa Teresa, construído no século XIX, deu o nome ao bairro. Para lá chegar, tem de subir a famosa escadaria Selarón, assim baptizada depois de recuperada pelo artista chileno Selarón nos anos 90, composta por 215 degraus decorados com pedaços de azulejos das cores da bandeira do Brasil, verde, amarelo e azul.

Se quiser ficar num bairro com interesse histórico e cultural, a Quinta Azul Boutique Pousada em Santa Teresa é uma das sugestões de hotéis e hostels no Rio de Janeiro.

Flamengo e Botafogo

Nos bairros Flamengo e Botafogo, o destaque é o enorme Parque Brigadeiro Eduardo Gomes, também conhecido como o Aterro do Flamengo (por ter sido construído sobre sucessivos aterros na baía de Guanabara), com mais de um milhão de metros quadrados à beira-mar. O projeto paisagístico de Burle Marxo equipou o parque com pistas de corrida, ciclovia, campos de futebol, jardim infantil, etc. O Museu de Arte Moderna e a Marina da Glória também estão integrados no parque.

Leme e Copacabana

Copacabana e a sua fabulosa praia dispensam apresentações. O bairro caracteriza-se por ter a maior concentração de hotéis do Rio de Janeiro, e por ter animação durante todo o dia e noite. O Leme é um calmo bairro residencial, situado à esquerda de Copacabana.

Ipanema e Leblon

O bairro onde a bossa nova nasceu é também onde se situa o Quadrilátero do Charme de Ipanema, a área do Rio de Janeiro com a maior concentração de lojas de moda, boutiques, joalharias, cabeleireiros e restaurantes, localizada entre as ruas Aníbal de Mendonça e Joana Angélica e as avenidas Vieira Souto e Epitácio Pessoa. Na praia de Ipanema, o magnífico espetáculo do pôr-do-sol é para ser visto a partir do Posto 9 (como é conhecida a torre de vigilância).

Numa das zonas mais caras do Rio, a Pousada Bonita Ipanema surge como uma opção de alojamento económico para quem não se importa de ficar num hotel/hostel.

O bairro de Leblon é o bairro da classe alta do Rio de Janeiro, e aqui se encontram livrarias, lojas de estilistas, restaurantes e cafés, em especial em torno das ruas Dias Ferreira e Ataulfo de Paiva. O Bracarense é conhecido por ter os melhores chopps e petiscos do Rio de Janeiro.

Barra da Tijuca (Zona Oeste)

A Barra de Tijuca é ocupada por grandes condomínios, centros comerciais e supermercados, fruto da explosão demográfica que ocorreu neste bairro nos anos 80. Também aqui se encontram belas praias urbanas, que atraem adeptos do surf e de outros desportos aquáticos, com destaque para a praia do Pepê, em homenagem ao desportista e surfista brasileiro.