Top 10 de Berlim – O Que Ver e Fazer

Berlim é hoje uma cidade vibrante, com um enorme conjunto de atrações que não se esgota numa única visita à cidade.

Esta é uma cidade de arte, artistas e museus, e um local onde edifícios históricos constrastam com arquitectura moderna.

Desde a Porta de Brandeburgo à Postdamer Platz, sem esquecer o muro de Berlim, as construções e monumentos da cidade contam a história de toda uma nação.

#1 Reichstag

Reichstag - Parlamento alemão

Interior da cúpula do Reichstag

A sede do Parlamento alemão é uma das principais atrações de Berlim. Após um “misterioso” incêndio em 1933, que votou o edifício mais ou menos ao abandono durante várias décadas, o Reichstag foi “embrulhado” pelo casal de artistas Christo e Jeanne-Claude em 1995 e reinaugurado em 1999, com um projeto do arquitecto Norman Foster, que reconstruiu a cúpula de vidro com referência à cúpula original de 1894.

A entrada na cúpula é gratuita, sendo necessária reserva prévia no site do Reichstag. Existem visitas guiadas ao edifício fora do horário de funcionamento do Parlamento com a duração de 90 minutos, que também devem ser reservadas. De notar que todos os anos a cúpula encerra para trabalhos de manutenção durante alguns dias nos meses de Março, Julho e Outubro. Consulte o site para conhecer as datas exactas.

Fazer uma visita guiada ao Reichstag pode ser uma boa opção para evitar as longas filas que normalmente se formam à porta da bilheteira da cúpula.

#2 Ilha dos Museus

Altes Museum

Altes Museum

Declarada Património da Humanidade pela UNESCO, a Ilha dos Museus em Berlim compreende cinco museus adjacentes mas autónomos. Cada um merece pelo menos meio dia de visita.

O Pergamon Museum inclui um acervo de arte islâmica e do Antigo Próximo Oriente. O Neues Museum é especializado em arte egípcia, enquanto que o Bode Museum possui uma impressionante colecção de esculturas. O Altes Museum possui o maior e mais importante acervo do mundo de arte da Antiguidade Clássica, e a Galeria Nacional Altes possui uma coleção de pinturas e esculturas europeias do século XIX. Existem bilhetes combinados que dão acesso aos cinco museus.

#3 Checkpoint Charlie

Checkpoint Charlie

Checkpoint Charlie

O principal ponto de passagem para quem queria atravessar a Cortina de Ferro durante a Guerra Fria foi também palco, em 1961, do alinhamento dos tanques americanos e soviéticos num episódio que poderia ter sido o início de uma nova guerra mundial. Hoje, o Checkpoint Charlie é uma das principais atrações turísticas de Berlim.

Para além de visitar o antigo posto de fronteira, pode conhecer as histórias dos muitos dos que conseguiram atravessar a fronteira durante a Guerra Fria no Museu do Checkpoint Charlie. A entrada custa 14,5€.

#4 Museu Judaico de Berlim

O Museu Judaico é um dos museus mais visitados de Berlim. A sua importância é não apenas histórica mas também arquitectónica. Da autoria do arquitecto Daniel Libeskind, o edifício revestido a zinco em forma de ziguezague foi concebido para espelhar o tema do museu – dois mil anos da história judaica (desde o tempo dos Romanos até aos nosso dias) que se distribuem por 14 salas e áreas.

A entrada no museu custa 8€. Vale a pena experimentar a comida do café do museu, Café Schmus, cujo acesso não requer entrada no museu.

#5 Memorial do Holocausto

Memorial do Holocausto

Memorial do Holocausto

Este memorial aos judeus mortos na Europa é uma controversa obra do arquitecto americano Peter Eisenman. Consiste em cerca de 2.700 blocos de betão armado com diferentes alturas, distribuídos em fileiras e formando uma área ondulada com 19 mil metros quadrados em pleno centro de Berlim, próximo da Porta de Brandeburgo. Sob o memorial, a sala subterrânea do centro de informação documenta a perseguição e o extermínio dos judeus durante o holocausto. A entrada é gratuita.

#6 Porta de Brandeburgo


Porta de Brandeburgo

A Porta de Brandeburgo é provavelmente a atração mais conhecida de Berlim. Desde que foi mandada construir pelo rei da Prússia em finais do século XVIII, foi símbolo de vitória, paz, divisão e unidade de Berlim e da Alemanha. Restaurada em 2002, a Porta de Brandeburgo está hoje reservada a acesso pedonal. A melhor forma de a apreciar é num passeio pela avenida Unter den Linden (uma espécie de Campos Elísios à moda de Berlim).

#7 Postdamer Platz

A Postdamer Platz é uma importante praça no centro de Berlim, a cerca de um quilómetro da Porta de Brandeburgo. Depois de ter sido completamente destruída durante a Segunda Guerra Mundial, a praça foi votada ao abandono durante a Guerra Fria. Após a queda do muro de Berlim em 1989, a Postdamer Platz foi reconstruída tornando-se um símbolo da Berlim moderna, com vários edifícios de arquitectura arrojada e uma grande zona comercial.

#8 Muro de Berlim

Troço do Muro de Berlim

Muro de Berlim

Passados mais de 20 anos sobre a queda do muro de Berlim, este marco que dividia a cidade de Berlim em Ocidental e Oriental continua a exercer um grande fascínio. Um dos melhores locais para ver o que resta do muro fica na Mühlenstraße, ao longo do rio Spree, entre Ostbahnhof e a ponte Oberbaumbrücke. Conhecido como East Side Gallery, trata-se da mais longa galeria de arte ao ar livre, onde uma parte de muro com 1.316 metros de comprimento está decorada com 101 pinturas de artistas de todo o mundo. A entrada é livre.

#9 Torre de Televisão

Almoço ou jantar na Torre de Televisão

Torre de Televisão em Berlim

Localizada na Alexanderplatz, uma das mais movimentadas praças de Berlim, a Torre da Televisão, com 368 metros de altura, é a construção mais alta da Alemanha, e uma das mais altas da Europa. Da plataforma panorâmica a 203 metros de altura é possível avistar qualquer ponto da cidade em dias de céu limpo.

O “Sphere”, localizado a 207 metros, é um restaurante giratório que vale a pena experimentar, nem que seja para tomar um café enquanto a plataforma vai rodando e mostrando a cidade nas várias direções. Uma rotação completa demora cerca de meia hora.

O bilhete normal custa 15,50€. O bilhete “Fast View” (adquirido online por 19,50€) permite escolher o dia e a hora da visita, evitando as filas na bilheteira. O bilhete “VIP” (21,50€) inclui ainda a primeira mesa disponível junto à janela no restaurante, sem reserva prévia.

#10 Jardim Zoológico de Berlim

Localizado no parque conhecido como Tiergarten, o Jardim Zoológico de Berlim é o mais antigo da Alemanha, inaugurado em 1844. Muitos dos mais de 15 mil animais, incluindo pandas gigantes, vivem livremente em áreas naturais. O aquário, que pode ser visitado separadamente, é um edifício de três andares com 9 mil espécies de peixes, anfíbios, répteis, insectos e outros animais invertebrados. A entrada custa 15,50€ (apenas jardim zoológico) e 21€ (jardim zoológico e aquário).