Guia de Viagem a Vilnius: a Proeminente Capital do Báltico

0

Em 2009, Vilnius foi Capital Europeia da Cultura, e entrou em definitivo nos escaparates das agências de viagens. Actualmente, a capital da Lituânia é uma das cidades que faz parte dos roteiros turísticos na Europa de Leste, e uma das mais proeminentes capitais do Báltico.

A Lituânia é a república situada mais a ocidente dos estados bálticos, fazendo fronteira a sul com a Polónia e o enclave russo de Kaliningrado, a norte com a Letónia e a sudeste com a Bielorrússia. Na confluência entre os rios Vilnia e Neris, a cidade desenvolve-se numa área de 400 km2 em torno de extensas manchas verdes. Com cerca de meio milhão de habitantes, Vilnius é a maior cidade da Lituânia, sendo o principal pólo económico, financeiro, cultural, e artístico do país.

Fundada no século XIII, a cidade foi capital do país independente entre os séculos XIV e XVIII. Em 1795, a cidade foi anexada pelo Império Russo até à I Guerra Mundial, momento em que foi ocupada pelo Exército Alemão.

Entre 1919 e 1939, a cidade foi administrada pela Polónia. Durante a II Guerra Mundial, entre 1941 e 1944, o exército alemão ocupou o território. Com o fim da Grande Guerra, a capital foi ocupada pelas tropas soviéticas até 1991, ano em que a Lituânia alcançou a independência.

Ao longo das últimas duas década, Vilnius conheceu várias transformações, deixando de ser uma cidade periférica, no contexto da região, para passar a ser umas das capitais do Báltico com maior desenvolvimento e crescimento económico.

O poder central levou a cabo uma série de planos de renovação e reabilitação urbana da cidade, tendo sido criadas novas centralidades administrativas, habitacionais e comerciais. Vilnius deixou o passado para trás e olha agora para o futuro. O expoente máximo desta nova visão é a proeminente Torre Europa, símbolo da nova cidade.

O Que Ver

Uma visita pela cidade tem de começar obrigatoriamente pelo “cidade velha” rodeada por muralhas medievais que guardam muitas histórias. Com mais de 1500 edifícios históricos e cerca de 40 igrejas, o centro histórico é um lugar único. Possui cerca de 360 hectares, sendo considerado com um dos maiores da Europa de Leste.

O centro histórico de Vilnius é um labirinto arquitectónico, cultural e comercial rodeado por colinas verdejantes, onde cafés, restaurantes, lojas de artesanato, galerias, igrejas, museus e edifícios singulares preenchem o espaço.

Vilnius

Catedral e Torre do Sino

O centro histórico desenvolve-se em torno da Câmara Municipal e da principal artéria da cidade, a rua Pillies (castelo) que liga o Palácio Real ao edifício do município. Ao passear pelas ruas do centro da cidade, encontrará diversos exemplos de arquitectura de diferentes épocas, nomeadamente na rua Didžioji.

O barroco é a tendência dominante, embora se possam encontrar exemplos de arte medieval, renascentista e gótica, como a igreja de Santa Ana. Esta combinação de características únicas fez com que em 1994 a UNESCO inscrevesse o centro histórico de Vilnius na lista do Património Mundial da Humanidade.

A melhor forma de descobrir a cidade é a pé. No centro histórico, poderá encontrar diversas igrejas erigidas entre o século XIII e XIX e edifícios característicos de diferentes épocas.

Outros locais a visitar são a Colina das Três Cruzes com uma panorâmica magnífica sobre a cidade, a Torre de Gediminas, as igrejas de São Paulo, de São Nicolau e de São Pedro, a Catedral, a Câmara Municipal, o bairro boémio de Uzupis, o Palácio Presidencial, as Portas de Alba, e a Casa dos Signatários, onde em 1918 a Declaração de Independência da Lituânia foi assinada.

Vista panorâmica da colina Gediminas

Torre Gediminas

Ao nível dos museus não deve perder uma visita ao Museu de Etnografia e História, ao Museu de Arte Lituana, onde pode encontrar a maior colecção de obras de arte do país, e ao Museu das Vitimas do Genocídio, também conhecido como o Museu do KGB.

Na parte nova da cidade, pode visitar o Parlamento e o parque Vingio, onde o rio e os espaços verdes são o cenário perfeito para terminar o seu passeio nesta cidade outrora esquecida, e que hoje faz as delícias de qualquer viajante.

Quando Ir

Vilnius possui um clima continental húmido, com uma temperatura média anual de 6ºC. O período mais frio ocorre entre os meses de novembro e março quando os termómetros não excedem os 0ºC.

O melhor período para visitar a cidade é entre maio e setembro, quando as temperaturas médias de 15ºC. O mês mais quente é Julho com temperaturas máximas médias de 22ºC. É também neste mês que se regista a maior precipitação do ano. O Verão é quente e húmido, sendo que frequente existem vagas de calor que levam os termómetros a ultrapassar os 30ºC. Mais detalhes sobre o clima de Vilnius.

Como Ir

Não existem ligações directas entre Vilnius e Portugal. A melhor opção para visitar a capital lituana é através da companhia aérea Lufthansa, via Frankfurt. Informações detalhadas sobre como chegar e transferes no aeroporto.

Onde Ficar

Para verificar as melhores ofertas de unidades hoteleiras na capital lituana consulte a lista dos melhores hotéis de Vilnius.

Saber Mais

Para saber mais informações sobre a capital lituana visite o site oficial do Turismo de Vilnius.

Partilhar.