Visitar Havana Depois do Fim do Embargo

Com a recente aproximação entre os Estados Unidos e Cuba, em Havana sentem-se os ventos de mudança, ainda que ninguém consiga ainda definir os contornos do futuro.

As mudanças já se vêm a sentir há alguns anos, com a maior abertura do país ao turismo, e agora com o fim do embargo aceleraram um pouco. Esta é, portanto, a oportunidade para visitar Havana, a cidade parada no tempo, Património Mundial da UNESCO.

1. Havana Vieja

Havana Vieja e aos seus edifícios são uma das principais atrações da capital de Cuba, classificados como Património Mundial pela UNESCO. Um passeio pelo bairro é como um regresso ao passado. Para este ambiente único contribuem os edifícios históricos, muitos reabilitados ou em vias de reabilitação, os carros antigos e uma população local acolhedora.

A Plaza de la Catedral é uma das mais importantes praças de Havana Vieja, onde se ergue a Catedral de San Cristóbal, uma das mais belas e sóbrias igrejas barrocas oitocentistas da América Latina.

A Plaza Vieja é a praça mais turística da Velha Havana. Com os seus edifícios coloniais dos séculos XVII-XIX, é um espaço muito colorido e animado (a música vem da cervejaria da esquina). A Casa del Conde Jaruco, com os seus vitrais, é uma das estrelas arquitetónicas da praça. A Camara Obscura é uma torre de 35 metros localizada num dos edifícios da praça que oferece aos visitantes uma perspetiva diferente de Havana (uma vista de cima a 360º).

Havana Vieja

Centro histórico de Havana

2. El Malecón

El Malecón é a marginal que parte da Velha Havana e se estende por 8 quilómetros a norte do bairro Centro Havana até ao bairro del Vedado. O passeio permite ter uma visão interessante que combina a cidade, os seus edifícios e o mar. As melhores fotos tiram-se ao pôr-do-sol.

3. Plaza de Armas

A Plaza de Armas é a mais antiga praça de Havana, ponto de encontro há mais de cinco séculos. A praça possui vários edifícios proeminentes. O Palacio de los Capitanes, que albergou mais de 60 generais espanhóis ao longo do tempo, é hoje o Museo de la Ciudad. O Castillo de la Real Fuerza é um forte colonial do século XVI. Nas arcadas e proximidades proliferam cafés, restaurantes e bancas de vendedores de rua.

4. El Morro

El Morro, ou Castillo de los Tres Reyes del Morro, é um forte estrategicamente localizado à entrada da baía de Havana. Construído em finais do século XVI, o edifício conserva a sua traça original com exceção da torre com o farol, reconstruída em meados do século XIX. O forte está aberto ao público e proporciona algumas das melhores vistas sobre a cidade e o oceano.

5. Fortaleza de San Carlos de la Cabana

A apenas a 15 minutos a pé de El Morro, atravessando o Parque Historico Militar, a enorme Fortaleza de San Carlos de la Cabana fica no topo da colina La Cabana. Foi o maior, e mais caro, forte espanhol construído em finais do século XVIII.

Durante o regime de Batista, o forte serviu como prisão militar, transformando-se no quartel de Che Guevara após a Revolução cubana. Hoje, o forte alberga alguns museus, com destaque para o Museo de Comandancia del Che, que preservou o gabinete de Che e vários objetos pessoais. Todas as noites, às 21 horas, tem lugar a Ceremonia del Cañonazo, onde é disparado um tiro de canhão acompanhado pela encenação de atores em trajes do século XIX.

6. Capitolio

Inaugurado em 1929, El Capitolio foi a sede do governo cubano até ao triunfo da Revolução em 1959. O imponente edifício alberga hoje a Academia de Ciências de Cuba. Apesar de claras semelhanças com o capitólio de Washington, a inspiração para o desenho da cúpula deste imponente edifício veio do Panteão de Paris. O edifício encontra-se há cerca de dois anos submetido a importantes obras de restauração, pelo que poderá não ser possível uma visita ao seu interior.

Viagema a Havana

Interior do Capitólio em Havana

7. Paseo del Prado

Considerada uma das mais belas avenidas de Havana, o Paseo del Prado, que inclui o Paseo Martí, divide Centro Havana e Velha Havana. As árvores alinhadas, os bancos de mármore, os leões de bronze e os candeeiros em ferro fazem lembrar as grandes avenidas europeias de Madrid, Paris e Viena. A avenida é ladeada por antigos cinemas, mansões e hotéis dos séculos XIX e XX, recentemente recuperados, com destaque para o Hotel Sevilla em estilo mourisco.

8. Gran Teatro de La Habana

Localizado no Paseo del Prado, a oeste do Parque Central, o Gran Teatro de La Habana é um dos ícones da cidade e um importante centro artístico. O atual edifício foi desenhado pelo arquiteto belga Paul Belau, e a sua construção ficou concluída em 1915. A casa de espetáculos é hoje a sede da Companhia Nacional de Bailado de Cuba.

9. Museo Nacional de Bellas Artes

Cuba tem uma vasta tradição artística, e o Museo Nacional de Bellas Artes é o local privilegiado para apreciar um pedaço da história mundial. O museu ocupa dois edifícios, sendo um deles o eclético Palacio del Centro Asturiano, ele próprio uma obra de arte. O museu possui uma vasta coleção de arte internacional, com destaque para a arte da antiguidade e para a arte espanhola (incluindo quadros de de El Greco). O Palacio de Bellas Artes é dedicado à arte cubana desde o século XVII até ao presente.

10. Fabrica de Arte Cubano (FAC)

A Fabrica de Arte Cubano (FAC) é o centro artístico contemporâneo por excelência em Cuba. Uma combinação entre galeria de arte e clube noturno faz a promoção de artistas locais de todos os ramos das artes (cinema, artes visuais, música, fotografia, etc.), e é atualmente um dos locais mais populares da noite de Havana.

Nas Proximidades

As Playas del Este são uma alternativa para quem não tem a possibilidade de visitar outras partes de Cuba. A cerca de 18 quilómetros da cidade de Havana, começa o resort de Bacuranao que se estende por Tarará, El Mégano, Santa María del Mar e Boca Ciega até à cidade de Guanabo. Sem o mega-desenvolvimento turístico de Varadero, estes locais possuem ainda assim uma razoável oferta turística.

Onde Ficar

Havana tem alguns hotéis míticos como o histórico Hotel Nacional de Cuba, localizado no Malecón, com vista para o porto da Havana, o oceano e a cidade. Opções menos luxuosas incluem o H10 Panorama da cadeia h10hotels.com, o Iberostar Parque Central ou o NH Capri La Habana, ambos também de cadeias internacionais.