Visita a Marrocos: Uma Mescla de Sensações

A localização privilegiada entre o Atlântico e o Mediterrâneo faz de Marrocos um destino único, onde é possível encontrar o deserto, mergulhar nas praias oceânicas, explorar belas cidades imperiais com as suas tradições milenares, perder-se nos labirintos dos mercados, e conhecer um povo com uma cultura riquíssima e tão diferente, a uma distância tão pequena de Portugal.

Marrocos encontra-se situado na região do Magrebe fazendo fronteira com a Argélia a Leste e com a Mauritânia, a Sul.

O país tem uma área total de cerca de 450 000 km2 com uma população de aproximadamente 30 milhões de habitantes.

A paisagem do território marroquino é diversa. Cerca de um terço do território é montanhoso, dominado pelas cadeias montanhosas com a orientação NW-SE, cujo ponto mais alto é o monte Tidirhine com 2456 metros de altitude e o Atlas, no centro do país, com uma orientação E-O, cujo ponto mais alto é o monte Tubkal com 4165 metros.

No lado Atlântico, as planícies dominam com uma paisagem dominada pelos campos irrigados. A Sul, a paisagem é dominada pela aridez do deserto.

O Que Ver

A capital Rabat, quarta cidade imperial, é uma mistura de tradição histórica, consolidada num passado grandioso, com a modernidade do presente.

A cidade foi fundada no século XII por Abd al-Mumin. Os edifícios mais representativos da cidade são a torre Hassan que corresponde a uma grande mesquita iniciada por Yacub al-Mansur e que ficou inacabada devido ao terramoto de 1755; e a Kasbah des Oudaias que corresponde a um antigo palácio convertido actualmente num museu de arte tradicional. Outros pontos de interesse são o Chellah, o Portão de Oudaïa, o Mausoléu de Mohamed V e a Medina.

A cidade portuária de Casablanca, imortalizada pelo filme com o mesmo nome, é a maior cidade e o principal pólo comercial e industrial de Marrocos. Possui grandes avenidas, parques públicos e edifícios árabes-andaluzes e de cariz europeia, devido em grande medida à influência francesa que durou mais de 40 anos (1912-1956). A Medina, a mesquita de Hassan II e a praça Mohammed V merecem uma visita, principalmente pela arquitectura mourisca e pela vivência da cultura local.

Mesquita Koutoubia - Marraquexe

Mesquita Koutoubia – Marraquexe

Marraquexe é um dos centros culturais mais importantes de Marrocos. No núcleo urbano, pode-se encontrar a praça Djema el Fnaa, um imenso espaço aberto no bairro antigo da cidade que acolhe diversos artistas, como sejam malabaristas, contadores de histórias, encantadores de serpentes, ou acrobatas, e que foi declarada Património Oral da Humanidade pela UNESCO em 2001.

Os principais pontos de interesse turístico de Marraquexe são a mesquita Koutoubia e o Palácio Dar Si Said, onde se encontra o Museu de Artes Marroquinas, os Túmulos Sadidas no Kasbah; e os diversos mercados (souks), que são locais privilegiados para conhecer e sentir a cultura marroquina.

A cidade imperial de Fez é um dos símbolos históricos mais importantes de Marrocos. A Medina de Fes el-Bali foi declarada Patrimómio Mundial da Humanidade pela UNESCO e é a maior do país, tendo sido fundada por Idrisid Idris II.

A parte antiga da cidade é composta por um emaranhado de ruas labirínticas onde se encontra a escola teológica construída em 1350 com o nome Madrassa Bou Inania; o mercado de Henna Souq; a velha urbe de Fes el-Jdid sede da comunidade judia constituída por edifícios admiráveis; e o Museu de Batha com uma colecção de arte marroquina assinalável.

A cidade portuária de Tânger é uma das portas de entrada no país mais populares entre os turistas, e conserva um carácter cosmopolita fruto do passado, quando a cidade era território internacional (entre 1923-1943 e 1945-1956) e ponto de encontro de intelectuais e artistas de todo o mundo. O Kasbah é um dos lugares mais atraentes de Tânger albergando o palácio do sultão dar el-Makhzen do século XVII.

Essaouira é um dos destinos costeiros muito procurado ente os viajantes independentes que encanta tanto pela sua beleza natural e tranquilidade como pela arquitectura militar portuguesa, francesa e berbere que fazem desta cidade um local singular no território marroquino.

Quando Ir – Melhor Época para Visitar

O clima de Marrocos é subtropical com diferenciações evidentes ao longo do território. A Oeste e a Norte o clima é temperado devido à influência do Mediterrâneo e do Atlântico.

No interior, o clima é continental com diferenças significativas de temperatura. Nas regiões montanhosas, o clima é húmido com precipitação sob a forma de neve no Inverno. A Sul, o clima é desértico.

As temperaturas médias máximas no Verão atingem facilmente os 30ºC. No Inverno, as temperaturas no litoral não descem abaixo dos 15ºC e no interior, nas regiões montanhosas e desérticas, a temperatura atinge valores negativos.

Qualquer momento do ano é ideal para visitar Marrocos, tudo depende dos objectivos da viagem. Se o objectivo for visitar a costa atlântica e ir à praia, o melhor período é entre Maio e Setembro; para visitar as cidades imperiais ou o deserto o melhor período são os meses de Primavera e de Outono quando as temperaturas são mais amenas.

Como Chegar

A TAP voa directo para Casablanca a partir de Lisboa com tarifas a partir de 190 € e para Marraquexe desde 235 €. A companhia marroquina Royal Air Maroc tem voos directos de Lisboa para Casablanca com preços a partir de 140 €. Entre os 250 e 350€ a Royal Air Maroc também tem voos a partir de Lisboa, com escala em Casablanca, para Marraquexe, Fez e Agadir.

A companhia aérea espanhola Iberia voa a preços mais económicos de Lisboa e Porto com escala em Madrid para vários destinos, nomeadamente para Tânger por 133€; Casablanca por 146€ e Marrakech por 162€.

O automóvel é outras das opções. Os viajantes que optem pela via terrestre podem transportar o veículo para Marrocos num dos ferries que ligam Algeciras ou Tarifa, no Sul de Espanha, a Ceuta ou a Tânger.

A duração da travessia varia entre 45 minutos e cerca de uma hora e meia. Durante o Verão existem 8 ligações diárias entre Tarifa e Tânger, cujos preços (por trajecto) são de 37€ por adulto, 20€ por criança e 93€ por automóvel.

Pacotes de Viagem para Marrocos

A agência de viagens Abreu tem diversos circuitos e pacotes de viagem para visitar Marrocos.

O circuito das Cidades Imperiais inclui visitas a Agadir, Marraquexe, Beni Mellal, Fez, Meknes, Rabat, Casablanca, El Jadida, Safi, Essaouira numa viagem de 8 dias com preços entre 929€ e 1222€.

O programa “Marraquexe – Just for lovers – Cidades com Paixão!” inclui 3 dias e 2 noites na cidade de Marraquexe a partir de 568€. O circuito dos “Oásis, Dunas e Deserto” dá a conhecer as cidades de Agadir, Marraquexe, Ouarzazate, Zagora, Alnif, Erfoud, Tineghir, Taliouine, Taroudant numa viagem de 8 dias com preços desde 994€.

Turismo de Aventura em Marrocos

A agência de viagens Nomad, especializada em expedições e turismo activo, tem uma proposta denominada “À Descoberta de Marrocos” (com Inácio Rozeira) que inclui visitas a Fez, Marraquexe, o deserto, viagem numa caravana de camelos e em veículos todo-o-terreno, dormidas nos oásis do deserto numa viagem de 9 dias com um preço de 700€ (sem voo incluído).

O operador Morocco Experience tem propostas que incluem uma viagem ao deserto e a Marraquexe durante 6 dias e 5 noites e Quarzazate com preços desde 972€ e uma viagem pelo Atlas e Marraquexe durante 4 dias e 3 noites a partir de 585€.

Onde Ficar – Hotéis e Riads

Para verificar as melhores ofertas de hotéis visite o site Booking.com

Conheça ainda alguns dos melhores hotéis e riads de Marraquexe.

Saber Mais

Para obter mais informações contacte a Delegação do Turismo de Marrocos em Lisboa na Rua Artilharia 1, (tel. 21 388 58 71/213 84 44 99)

Formalidades

Para visitar Marrocos necessita apenas de passaporte com validade mínima de 6 meses. Não é necessário visto.